Paranaenses se abraçam após o empate contra os piauienses

Sofrendo um gol já nos acréscimos, o Parnahyba não suportou a pressão paranaense e amargou o empate por 1 a 1 na noite desta quarta-feira (07), no Estádio Albertão, em Teresina, diante do Coritiba, resultado que eliminou o vice-campeão piauiense da Copa do Brasil na primeira fase. Mesmo jogando com um a menos desde os 10 minutos da fase final, o Tubarão por muito pouco não deixou o gramado com uma classificação heroica, mas prevaleceu a tradição coxa

Tecnicamente, o jogo não foi dos melhores, principalmente no primeiro tempo, quando os dois times ficaram devendo um bom futebol ao torcedor que foi ao Estádio Albertão. Na fase complementar, porém, em menos de 3 minutos ele já comemorava o gol de Fabinho, que empurrou a bola para as redes após jogada de Idelvando. Pouco tempo depois, Marcos Gasolina foi expulso após levar o segundo cartão amarelo. Com um homem a menos e vencendo por 1 a 0, o técnico Sergio China não teve outra opção: se fechou na defesa, passando a explorar apenas os contra-ataques.

Mas faltava muito tempo pela frente. E depois de tanto insistir, o Coritiba chegou ao gol do empate e da classificação quando o cronômetro marcava 51 minutos. Após cobrança de escanteio (que teve origem num lance polêmico, mas onde a bola não ultrapassou totalmente a linha de meta), William Matheus deu o último toque que venceu o excelente goleiro Cesar Tanaka. Principal personagem da partida, com inúmeras defesas sensacionais, Cesar não evitou o gol que definiu a vaga para o Coritiba.

FICHA TÉCNICA

PARNAHYBA 1x1 CORITIBA (Copa do Brasil – 1ª fase – Grupo 13); Data: 07/02/2018 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Albertão (Teresina – PI); Arbitragem: Andre Luiz de Freitas Castro, auxiliado por Cristhian Passos Sorence e Leone Carvalho Rocha.

Gols: Fabinho 2 e William Matheus 51 do 2° tempo.

Cartões amarelos: Fabinho Sergipe, Marcos Gasolina, Pio, Miltão (PAR), Kady (COR).

Expulsão: Marcos Gasolina, aos 10 do 2°, por prática de jogo brusco.

Parnahyba - Cesar Tanaka; Fabinho Sergipe, Gilmar Bahia, Miltão e Alex Santos; Pio, Marcos Gasolina, Formiga (Didi), Ramón (Jânio Daniel) e Idelvando; Fabinho (Messinho). Técnico: Sergio China,

Coritiba – Wilson; César Benítez, Thalisson Kelven, Romercio e William Matheus; Julio Rusch, Vitor Carvalho (Alecsandro), Thiago Lopes e Iago; Guilherme Parede (Kady) e Kleber. Técnico: Sandro Forner.

(*) Com informações de Severino Filho, Site do Buim, acesse sitedobuim.blogspot.com.br


Reações:

Postar um comentário

 
Top