Em visita ao Piauí, o senador Magno Malta (PR-ES), esteve com a família de Camilla Abreu e através de vídeo, convidou a população para uma manifestação em frente ao Comando Geral da Polícia Militar do Piauí. 
Camilla namorava com o policial Allisson Watson há 10 meses e na última quinta-feira (26-10-2017), desapareceu após sair com ele. Depois de dias de investigação, a Delegacia de Homicídios descobriu que o militar a matou com um tiro no rosto dentro do seu carro, jogou o corpo em um matagal e tentou limpar os indícios do crime, inclusive com a tentativa de se desfazer do veículo. Preso, ele confessou o crime, mas alegou que foi um disparo acidental e que ela causou uma discussão que resultou na sua morte. A estudante era constantemente agredida e alvo dos ciúmes do homem que a pressionou num relacionamento nocivo.
"Quem se revolta com um crime desse, não basta ficar revoltado em casa e ir para as redes sociais. Então dia 8, essa passeata contra a violência contra a mulher, não só agride,mas mata. Dia 8, às 17h, eles estão conclamando a fazer uma manifestação pacífica, em frente ao Comando Geral, com muito respeito, porque é o comando da Polícia Militar, mas foi um oficial da Polícia Militar. Todos vocês estão convidados a se manifestar sobre isso, sendo solidário a esta família, a este pai sofrido,a  esta família sofrida. Não importa, ninguém tem direito a tirar a vida de ninguém", disse o senador.
Magno Malta foi um dos poucos políticos a se manifestar sobre o assunto, os políticos piauienses, na maioria, evitaram dar opinião pública sobre o caso. O ato acontecerá na próxima Quarta-feira, 8 de Novembro, às 17h, em frente ao Comando Geral da Polícia Militar do Piauí, na Avenida Higino Cunha, 1750 , Bairro Cristo Rei, Zona sul de Teresina.



Reações:

Postar um comentário

 
Top