Com 95% da mão de obra vinda dos próprios moradores da região, empreendedores argentinos instalaram no município de Altos, distante apenas 40 km de Teresina, o projeto pioneiro que consiste na instalação da primeira industria de melhoramento de grãos de trigo no Estado do Piaui.

Com capacidade de produzir cerca de 32 toneladas/dia, gerando entre a farinha de trigo de excelente qualidade e do próprio farelo do grão, a industria Moinho Piauí, com pouco mais de um ano em funcionamento, já se consolidou como o maior fornecedor da matéria prima para produção de diversos tipos de massas,  principalmente quando se trata na fabricações de pães em todo Estado – ” Estamos funcionando em capacidade total e para acompanhar as demandas do mercado piauiense estamos aprimorando e ampliando a mecanização da industria que deve dobrar a produção do trigo de excelente qualidade até o final deste ano. Atualmente estamos trabalhando com 32 funcionários diretos e, com a ampliação da produção, a nossa meta é gerar mais emprego e renda para o Piauí” disse  Frederico, um dos acionistas argentinos do Moinho Piauí.

Em busca de incrementar incentivos da industria Moinho Piauí junto ao Governo do Estado, o deputado estadual e atual presidente da Fundalegis, Antônio Félix (PSD), que também já foi  gerente de uma das maiores industrias de melhoramento da cera de carnaúba do Piauí, esteve com os empreendedores argentinos construindo mecanismos para o impulsionamento do mercado diante das industrias concorrentes do Estado do Ceará – ” Levaremos ao conhecimento do Governador do Estado, as dificuldades do Moinho Piauí. Nossa ideia é atribuir novos incentivos que reflita no preço da produção evitando assim a entrada do produto provenientes do Ceará, gerando emprego e renda para o Piauí” contou Antônio Félix.

Com investimentos que ultrapassam os R$ 6 milhões, o trigo que chega até industria é proveniente 100% da Argentina e melhorado no Piauí. Toda a carga chega no Estado através de Container´s que são descarregados no Porto de Pecém no Ceará e deslocados em caminhões até o município de Altos onde o grão bruto se torna no pó de trigo para fabricação de diversas massas – ” Diferentemente da Soja  que é produzido em escala de excelente qualidade no Sul do Piauí, o grão do trigo produzido no estado não consegue sua excelência por conta do clima seco, por isso trazemos o grão bruto da Argentina de onde o clima frio e chuvoso consegue dá qualidade máxima aos grãos, refletindo assim, em um produto de excelência que é industrializado no Piauí” revelou Frederico, sócio da industria.

A inauguração oficial da Industria Moinho Piauí esta prevista para acontecer no próximo mês de Outubro e deve contar com a participação dos principais acionistas do empreendimento e do Governador do Estado do Piauí, Wellington Dias.

Reações:

Postar um comentário

 
Top