Ao ser goleado pelo CSA na noite desta Terça-feira, 22 de Agosto, por 4 a 0, no Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), o Parnahyba deu adeus à possibilidade de disputar a Copa do Nordeste 2018. O jogo foi transmitido pela TV para todo o Brasil. O vice-campeão piauiense de 2017 já havia perdido o primeiro jogo e precisava vencer para ter alguma chance. O CSA ficou com a vaga que os dois disputavam ao derrotar o Tubarão nas duas partidas. Na verdade o CSA foi dono absoluto do jogo e não venceu por uns 10xo devido a boa atuação do goleiro Naílson.

Daniel Costa abriu o placar em cobrança de falta, aos 39 minutos, e antes que o time piauiense pudesse ensaiar alguma reação, Edinho ampliou depois de boa jogada de Marcos Antônio. Na fase final a dose se repetiu, com mais dois gols do time alagoano: novamente Daniel Costa, desta vez de pênalti, e Daniel Ângulo. 

Com a modificação no regulamento da competição, o Piauí tinha assegurada apenas a vaga do campeão, Altos, que agora será nosso único representante na competição, já que o Parnahyba tirou a outra vaga do futebol piauiense.


Quando joga contra os times do Piauí o Parnahyba Sport Club se porta como um Tubarão quase indomável, mas quando joga contra clubes de outros estados não passa de uma sardinha paraguaia... Historicamente perde feio!




FICHA TÉCNICA

CSA 4x0 PARNAHYBA (Pré-Copa do Nordeste - 2° jogo); Data: 22/08/2017 (terça-feira à noite); Local: Estádio Rei Pelé (Maceió - AL); Arbitragem: Paulo Sérgio Moreira, auxiliado por Antônio Fernando Santos e Antônio Adriano de Oliveira (todos do Maranhão)

Gols: Daniel Costa (falta) 39 e Edinho 41 do 1° tempo; Daniel Costa (pênalti) 40 e Daniel Ângulo 44 do 2°.

Cartões amarelos: Boquita, Celsinho (CSA), Naylson e Pio (PAR).

CSA - Mota; Celsinho, Thales, Jorge Felipe e Raul Diogo; Dawhan, Edinho, Boquita (Didira) e Daniel Costa; Michel Douglas (Daniel Ângulo) e Marcos Antônio (Caíque). Técnico: Ney da  Matta

Parnahyba - Naylson; Thiago Granja, André, Renan e Barata (Dênis); Ramon, Fred, Juninho Pindaré (Pio) e Jefferson Maranhense (Júnior); Genesis e Fabinho. Técnico: Nivaldo de Oliveira Lancuna.
Reações:

Postar um comentário

 
Top