Time feminino do Marathaoan Futebol Clube treinando para o Campeonato Piauiense


A cidade de Barras terá um novo clube de futebol filiado a Federação de Futebol do Piauí - FFP. A notícia pegou de surpresa os torcedores do Barras Futebol Club, agremiação que fez história no futebol piauiense e tornou-se o único clube do Estado com melhor participação na Série C do Campeonato Brasileiro, chegando ao octogonal final em 2007.

Com a posse de Robert Brown Carcará (primeiro vice-presidente da Federação de Futebol do Piauí - FFP) como Secretário de Esporte da Prefeitura de Barras, foi anunciada a formação de uma equipe feminina para representar a cidade no Campeonato Piauiense Feminino, promovido pela FFP. Enquanto todos pensavam que o Barras Futebol Club seria reativado, na manhã deste Domingo, 30 de Julho, veio a notícia da fundação do Marathaoan Futebol Clube, agremiação que será filiada a FFP, segundo o Secretário de Esporte do Município de Barras.

As jogadoras que disputarão o Campeonato Piauiense Feminino já estão treinando no Estádio Juca Fortes. Robert Brown Carcará, em entrevista a imprensa local, disse que: "Todos os times de futebol que serão formados em Barras daqui pra frente, receberão o nome de Marathaoan Futebol Clube", numa pretensão clara de que o novo clube deverá ainda este ano disputar o Campeonato Piauiense da Segunda Divisão de Profissionais (masculino, claro). Continuou Robert Brown Carcará: "A gente irá filiar o Marathaon Futebol Clube a FFP e a partir de agora tanto no futebol feminino como nos campeonatos masculinos Sub-15, Sub-17 e Sub-19, além dos campeonatos profissionais promovidos pela FFP, esse será o nome do clube que representará a cidade de Barras", finalizou o secretário.

A notícia da criação de um novo clube pegou de surpresa os desportistas barrenses, para muitos "O Barras Futebol Club lembra o ex-prefeito Manin Rego, adversário político do atual prefeito Carlos Monte", daí a filiação de um novo clube a FFP passa a ser um projeto  mais político-partidário do que destinado ao futebol, questionam.

Desligado das competições oficiais da FFP desde 2014, "apenas" pela falta de um pedido por escrito de afastamento temporário da 1ª Divisão, o Barras Futebol Club caiu para a segunda divisão, ato de pura falta de profissionalismo ou vontade do então presidente Laércio Vinícius. Com uma diretoria "sem pé e sem cabeça" e sempre formada em cima de interesses políticos-partidários, o Barras apresentou em 2016 um novo presidente, Arturo de Córdoba Marques, ex-preparador físico do clube, atendendo aos interesses do então prefeito Edílson Sérvulo e colocado no cargo sem eleição e sem ata que formalizasse sua posse, tudo na base do "quem tem dinheiro é quem manda".

Com dívida estimada em R$ 28 mil junto a Federação de Futebol do Piauí, para o Barras Futebol Club voltar a atividade bastaria que se pagasse essa quantia. Para se filiar um novo clube é necessário que se recolha às conta da Federação de Futebol do Piauí e CBF a quantia de R$ 90 mil.





Reações:

Postar um comentário

 
Top