Hospital Senador Dirceu Mendes Arcoverde, em Água Branca - PI

Nesta Terça-feira, 2 de Maio,  a Prefeitura de Água Branca, cidade distante 96 Km ao sul de Teresina, por meio da direção do Hospital Municipal Senador Dirceu Mendes Arcoverde, implementou um novo protocolo de identificação de pacientes. O modelo é utilizado em hospitais de todo o Brasil e segue orientação do Ministério da Saúde.
De acordo com o Ministério, para assegurar que todos os pacientes sejam corretamente identificados, é necessário usar pelo menos dois identificadores em pulseira padronizada. Devem ser usados, no mínimo, dois identificadores, como: nome completo do paciente; nome completo da mãe do paciente; data de nascimento do paciente; e número de prontuário do paciente.
A coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente, fisioterapeuta Eleane Leal Martins, explica como vai funcionar o serviço, que será realizado pelos técnicos de enfermagem e enfermeiros do hospital. "O protocolo de identificação do paciente funciona da seguinte forma: quando o paciente chega para o setor de internação, ele é identificado por dois meios: nome completo ou data de nascimento e nome completo ou nome da mãe", diz.
De acordo com a diretora do hospital, Leila Cristina, o modelo tem como objetivo impedir a ocorrência de acidentes. "O serviço tem como objetivo evitar possíveis erros na administração de medicamentos, eventuais cirurgias, dentre outras alterações que possam vir a acontecer. É uma medida para prevenir eventos adversos do paciente no hospital Municipal Dirceu Mendes Arcoverde", finaliza.

Reações:

Postar um comentário

 
Top