Barras amanheceu de luto. Faleceu na manhã desta Quinta-feira, 30 de Março, em Teresina, o biólogo e analista ambiental Manoel Borges de Castro (foto ao lado). Descendente de uma das primeiras famílias a habitarem Barras, Manoel Borges, como era mais conhecido, estava internado há alguns dias numa UTI de um hospital de Teresina motivado pela enfermidade intitulada pela medicina como ELA - Esclerose lateral Amiotrófica. O corpo do ilustre barrense está sendo velado em Teresina na Casa de Velórios Pax União (Avenida Miguel Rosa, próximo a Academia Piauiense de Letras). Ao meio dia desta Quinta-feira o corpo será levado para Barras, onde será enterrado no final da tarde de hoje. Manoel Borges de Castro nasceu no ano de 1955 e faleceu neste dia 30 de Março de 2017.

Com destacado trabalho em defesa do meio ambiente, tanto em Barras como em todo o Estado do Piauí, Manoel Borges deixa uma lacuna irreparável na sua área de atuação. Foi por dois anos presidente do IBAMA-PI, exonerado do cargo por perseguição política e a pedido do deputado estadual Themistocles Sampaio Pereira Filho (PMDB), atual presidente da Assembléia Legislativa do Piauí, que desejava colocar no lugar do barrense uma pessoa de seu interesse, a senhora Luciana Maria Nunes Nogueira Campos Maia.

Manoel Borges foi um dos grandes incentivadores para a criação do Parque Ecológico Municipal da Cachoeira da Lapa, situado no Rio Longá e a 18 quilômetros do centro de Barras. As terras que compreendem o parque eram de sua propriedade, ele doou para o Município, que na administração do prefeito Joaquim Lucas Furtado, instalou o parque de preservação ambiental.

Parque Ecológico Municipal da Cachoeira da Lapa:


Criado pelo Decreto Municipal Nº 576 de 01/12/2001 o Parque Ecológico da Cachoeira da Lapa está numa época muito boa para visitação. Localizado a 18Km do centro de Barras, com 2.953m de delimitação, margem esquerda do Rio Longá, é administrado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, com colaboração do Instituto Histórico e Geográfico de Barras, conforme o Decreto Lei.

A finalidade é resguardar os atributos da natureza; proteção da flora, fauna e demais recursos naturais com utilizações educacionais, científicas, recreativas e turísticas; assegurando condições de bem-estar público. Só que nos últimos anos, tanto a Secretaria do Meio Ambiente como o Instituto Histórico e Geográfico esqueceram das suas funções no belo local.
Abaixo, imagens do Parque Ecológico Municipal da Cachoeira da Lapa, em Barras.








Reações:

Postar um comentário

 
Top