Uma mulher de nome Lidiane Ferreira de Sousa, 33 anos, que atualmente residia na cidade de Videira, Estado de Santa Catarina, estava viajando da cidade de São Bernardo-MA para o Estado do Ceará, foi assassinada por três homens no final da tarde deste Sábado, 4 de Março, com três tiros a queima roupa no Povoado Nova Vida, município de Morro do Chapéu, norte do Piauí.

O Tribuna de Barras colheu informações de que a mulher morta trabalhava como auxiliar de produção na empresa Prevemax, no setor EPIS - Equipamentos de Proteção Individual, com sede em Santa Catarina.

Segundo o relado do esposo catarinense Luis Ferreira de Sousa, a vítima chegou a se abraçar com o seu filho, mas mesmo assim, os supostos  pistoleiros retiraram a criança de perto da mãe e disparam três tiros contra Lidiane, que morreu no local. Após matarem a mulher os três supostos pistoleiros saíram em disparada rumo a cidade de Luzilândia-PI.

Lidiane Ferreira de Sousa era natural de Poranga, no Ceará e estava muito feliz e viajava em um veiculo Fiat modelo Siena na companhia do seu filho de 10 anos de idade, do motorista e do esposo. Ela, o esposo e o filho estavam de férias.  Ela saiu de Santa Catarina até o Maranhão para levar o filho para o pai ver, em seguida a família destinava-se ao Ceará, estado natal de Lidiane e onde seus parentes residem.

Informações dão conta de que o ex-marido da vítima, teria alugado o veiculo Siena e contratado um motorista para levar o casal e seu filho até o Povoado Arapoá, localizado no Estado do Ceará. 

O esposo catarinense, bastante abalado, chegou a relatar para os populares que o seu enteado passou o dia e a noite com o seu pai biológico e que o casal chegou a ficar hospedado em uma pousada na cidade de São Bernardo-MA.

Policiais da Força Tática e integrantes policia Civil da cidade de Esperantina estão no local do assassinato realizando as investigações. As informações iniciais são de que o crime foi realizado por encomenda e o ex-marido e pai da criança é o principal suspeito. Segundo relados dos policiais, com a morte da mãe do menino o pai possivelmente acharia que ficaria com a guarda do filho, é essa a linha de investigação da polícia.

(*) Fotos: Jornal Esp



Imagem de Lidiane em Videira - SC, onde morava e trabalhava


De camisa branca, o atual marido de Lidiane chora encostado no veículo 



Lidiane com o filho

Reações:

Postar um comentário

 
Top