Um professor de Educação Física da rede municipal de Esperantina, cidade localizada a 180 km ao norte de Teresina, identificado por Tiago Magalhães Pontes (foto ao lado), foi preso suspeito estupro de vulnerável, contra duas adolescentes.
Segundo o delegado regional de Esperantina, Leonardo Alexandre, o professor manteve relação sexual com duas alunas menores de idade, o que caracteriza, mesmo que com o consentimento das mesmas, estupro de vulnerável. Tiago Magalhães Pontes é tido como um bom cidadão, pessoa querida e respeitada em toda a cidade, já as meninas com que ele se envolveu, segundo postagens dos esperantinenses nas redes sociais e comentários em portais de notícias, não gozam das mesmas características.
Um dos casos envolvendo Tiago e as meninas da sua cidade chegou a ser filmado. O vídeo começou a circular por Esperantina e chegou ao conhecimento da Polícia, que pediu à Justiça a prisão preventiva do professor, que foi cumprida na última Quinta-feira, 23 de Março. O primeiro vídeo mostrando o caso, teria sido filmado em 2014, quando as garotas tinham apenas 14 anos, mas segundo o professor, todas duas já com vida sexual ativa.

Polêmica:
A lei é considerada polêmica, pois admite uma menina menor de idade consentir um ato sexual com um menino menor de idade sem nenhuma penalidade para o menino, mas não admite com um adulto e ainda considera o adulto como estuprador! 

O que vale então... muitos perguntam: “é uma menina não ser mais virgem e transar com quem ela quiser ou uma menina não ser mais virgem e só poder transar com meninos da sua idade?”. Na situação, o ato sexual, para a lei, está ligado a idade do homem e não ao ato sexual em si. Se a menina não é mais virgem e transou com um adulto sem ser forçada, consentindo o ato sexual, não deveria ser um "estupro". A lei é feminista e preconceituosa. 

Há dois anos a imprensa nacional divulgou um relacionamento de um menino de 14 anos, filho do ator Edson Celulari e da atriz Cláudia Raia, com uma apresentadora de TV de 28 anos... muitos chamaram o caso amoroso de "namoro" e a apresentadora de TV não foi presa e nem denunciada por nenhuma instituição de proteção aos direitos das crianças e adolescentes! Mas se fosse ao contrário, o homem com 28 anos e a menina com 14 anos... aí o homem seria preso e condenado.
Reações:

Postar um comentário

 
Top