Duas pessoas foram encontradas mortas em uma residência (foto ao lado), do Bairro Lourival Parente, na zona Sul de Teresina, por volta das 23 horas de ontem (19). Elas foram identificadas como Samara Sabrina da Silva Pacheco e Leonardo Fábio Barros dos Santos, que é sargento da  Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone) da Policial Militar. 


O sargento teria atirado contra a mulher com quem tinha um caso amoroso e depois tirado a própria vida. Na residência foi apreendida uma arma, que pode ter sido usada no crime.
De acordo com o coordenador da Delegacia de Homicídios, delegado Francisco Baretta, o casal mantinha uma relação amorosa há três anos, mas não eram casados. A polícia acredita que houve um homicídio seguido de suicídio, mas permanece investigando o caso.  
"Eles foram encontrados no quarto da casa de Leonardo. Ela com três disparos na face e na cabeça, e ele com um na cabeça. Já tivemos a informação que eles tinham um relacionamento conturbado e agressivo. Apesar de nós termos presumido um homicídio seguido de suicídio, nós vamos investigar o caso para podermos esclarecer os fatos em toda a sua extensão. Isso só o inquérito policial irá dizer", comentou o delegado. 
Os corpos foram encontrados pelo irmão do sargento, que estava há dois dias sem conseguir falar com o Leonardo. 
Parentes da Samara, que trabalhava como atendente de uma farmácia, também falaram ao delegado que não a localizava desde a última Sexta-feira (17) quando participou do aniversário de uma prima. Eles relataram ainda que Leonardo já chegou a fazer disparos em frente à casa dela.

Reações:

Postar um comentário

 
Top