O River, atual bi-campeão piauiense, teve que reduzir sua folha salarial de cerca de R$ 350 mil para R$ 150 mil, e na atual Copa do Nordeste prova que nem tudo são valores. O Galo Piauiense tem mais ou menos 5% da folha dos clubes da Região Nordeste que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro, mesmo assim faz bonito na Copa do Nordeste e já é visto como um dos virtuais candidatos ao título.

Com uma diretoria organizada e comprometida com o clube, o River ganhou muita credibilidade nos últimos cinco anos e tornou-se alvo de investidores sob forma de patrocínio. Todo mundo que ver o nome da sua empresa estampada nas camisas de jogo, treino, passeio, placas de propagandas no C. T. e em estádios onde o tricolor se apresenta.

Tudo isso é prova de que, quando a organização e a decência para com o futebol se fazem prática em um clube, os retornos aparecem. Credibilidade é tudo.

Líder absoluto do Grupo C da Copa do Nordeste com 6 pontos ganhos, 3 gols de saldo e nenhum sofrido,o Galo é seguido pelo Sport-PE na segunda colocação, também com 6 pontos. Logo atrás vem Sampaio Corrêa-MA e Juazeirense-BA sem marcar ponto ainda na competição. Em todos os grupos, nenhum time tem campanha idêntica ao clube de Teresina, que ganha a cada dia mais torcedores e simpatizantes, fazendo com que suas camisas sejam vendidas aos montes nas lojas da capital do Piauí.



Reações:

Postar um comentário

 
Top