Daiana, musa do Brasil de Pelotas-RS em 2016, foi presa na manhã da última quarta-feira. Ela foi levada pelos policiais na Operação Kataschesi.

De acordo com o delegado Rafael Lopes, Daiana fazia parte de uma quadrilha em um esquema de tráfico de drogas, roubos e lavagem de dinheiro.
Rafael disse ao UOL Esporte que Daiana era uma das mulheres que cediam seu nome para que os bens fossem registrados. Ela ainda tinha responsabilidade de gerenciar o aluguel dos bens.
A quadrilha usava o dinheiro de roubo e tráfico de drogas para comprar bens, como imóveis e carros. Esses eram sempre registrados em nome de terceiros, como o caso de Daiana.
Além de Daiana, a Polícia Civil do Rio Grande do Sul cumpriu outros 11 mandados de pressão contra a quadrilha.
Essa foi a segunda fase da Operação Kataschesi. Na primeira, foram pegos 14 imóveis no valor total aproximado de R$ 2,75 milhões.

(*) Túlio Isac




Reações:

Postar um comentário

 
Top