A ousadia dos assaltantes em Barras chegou ao coração da cidade! Na noite deste Domingo, 5 de Fevereiro, bandidos armados tomaram de assalto objetos de pessoas que estavam na Praça Senador Joaquim Pires (foto acima), considerada a "sala de visitas de Barras", localizada na região do centro histórico.

Barras não tem câmeras de monitoramento, como acontece atualmente na maioria das grandes cidades piauienses. Com sua prefeitura saqueada nos últimos 14 anos por administrações irresponsáveis, que não objetivavam melhorias para a cidade e sua gente, Barras tem sofrido drásticos problemas em razão das más gestões.

Preocupado com a situação de insegurança o prefeito Carlos Alberto Lages Monte, falando ao Tribuna de Barras, disse que irá marcar audiência com o Governador do Estado e o Secretário de Estado de Segurança Pública, visando ações que combatam a criminalidade na cidade e na zona rural.

Barras tem 175 anos e pouco mais de 46 mil habitantes, destes, 25 mil moram na zona urbana. Com mais de 40 bairros, a cidade e nem o município como um todo, não possuem um plano gestor de segurança pública. Tudo é feito na base do improviso, faltam melhores condições de trabalho tanto para os policiais militares como aos policiais civis lotados na única delegacia de polícia da cidade. 

Outro problema são as leis sancionadas nos últimos 20 anos, especialmente durante os dois governos do PT, quando a presidência da República sancionou mais leis para protegerem os bandidos (na maioria chamados de minorias), do que os cidadãos de bem, que trabalharam em prol do desenvolvimento da Nação e pagam seus impostos. Leis flácidas tem colocado bandidos à solta. A polícia prende, mas a Justiça solta e eles voltam a cometer os mesmos ou piores crimes. No quesito segurança pública, o problema de Barras é o mesmo de todos municípios do Brasil.

Reações:

Postar um comentário

 
Top