Teresina, capital do Piauí
Pelo segundo mês seguido, o Piauí mantém a taxa de emprego e permanece como o 3º estado do Nordeste e o 4º do Brasil na geração de emprego, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Os números divulgados nessa quarta-feira (25) são referentes ao mês de dezembro. De acordo com as informações, os desligamentos são bem inferiores aos demais estados. O Piauí apresentou ainda, desde o início do ano de 2016, um equilíbrio nos índices de geração de empregos do Nordeste.
A divulgação dos dados comprova a estabilidade que o estado apresenta, apesar dos problemas causados pela crise econômica que tem afetado diversos setores da economia nacional. Em relação à pesquisa por nível geográfico, no Nordeste, o Piauí se mantém atrás apenas de Alagoas e do Ceará, e do Amapá, em relação ao restante do país. Os setores de empregos formais que mais obtiveram êxito seguem sendo o de comércio e o serviços.
O secretário de Estado do Trabalho e Empreendedorismo, Gessivaldo Isaías, ressaltou a importância dos dados para o crescimento do estado e o fortalecimento da economia. “Mais um mês conseguimos remar na contramão da crise e permanecer estáveis em relação à oferta de emprego, dando segurança ao trabalhador e ao empresário. Temos procurado transformar as dificuldades em oportunidades. Por esse motivo, os números nos mostram que nossa luta para diminuição do desemprego vem dando certo, aumentando a cada mês a geração de emprego e renda”, conclui o gestor.
Incentivo
O Governo do Estado tem trabalhado, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Setre), para diminuir o impacto da crise e estimular a criação de novos postos de emprego, o que faz com que os números do Piauí permaneçam estáveis. A Setre realiza diversos programas para fomentar a economia e a empregabilidade no estado, atuando na qualificação profissional, ofertando cursos de qualificação, e nas áreas do empreendedorismo e da economia solidária, estimulando esse tipo de economia a buscar a formalização das atividades.
Um dos programas que a secretaria realiza é o Setre nos Municípios, que qualifica pessoas fora do convívio social e profissional nas áreas de construção civil, embelezamento e corte e costura em cursos ministrados em quatro caminhões itinerantes que circulam por todo o estado. Por meio desse programa, a secretaria também qualifica detentos nas penitenciárias, buscando dar uma nova chance a essas pessoas e recolocá-los no mercado de trabalho.
O Sistema Nacional de Emprego (Sine) faz parte das diretorias da Setre e trabalha em busca de aumentar a geração de empregos no estado e oferta os serviços de encaminhamento para o mercado de trabalho, agendamento de seguro-desemprego, emissão de carteiras de trabalho, dentre outros. A geração de emprego e renda é o principal objetivo da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo que elabora programas para aumentar os índices de qualificação e de empreendedorismo dentro do Piauí.
Caged
O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), instituído pela lei nº 4.923, em 23 de dezembro de 1965, constitui fonte de informação de âmbito nacional e de periodicidade mensal. Foi criado como instrumento de acompanhamento e de fiscalização do processo de admissão e de dispensa de trabalhadores regidos pela CLT, com o objetivo de assistir os desempregados e de apoiar medidas contra o desemprego.


Reações:

Postar um comentário

 
Top