De aniversário nesta Segunda-feira, 30 de Janeiro, o barrense José Ribeiro Torres, residente em Minas Gerais desde 1980.
JOSÉ RIBEIRO TORRES nasceu na Fazenda Guaribas, de propriedade dos seus pais, na divisa dos municípios de Barras e Nossa Senhora dos Remédios, norte do Estado do Piauí, em 30 de Janeiro de 1941. Filho de Olavo Ribeiro Torres e Zenóbia Barbosa Torres, ambos imortalizados por Teresina com seus nomes em ruas da capital piauiense.
Nos idos de 1955 a 1959, José Ribeiro Torres cursou as primeiras séries escolares, em regime de internato, no Colégio Santo Antônio, respeitado educandário jesuíta da cidade de Campo Maior - PI, onde as mais ilustres famílias da região costumavam mandar seus filhos para adquirem mais conhecimento. Em 1960, em Barras, conclui seus estudos.

Em 1961 José Ribeiro Torres consegue seu primeiro emprego. Tornou-se inspetor de ensino da Secretaria de Estado da Educação do Piauí.

Fazenda Guaribas
Sempre muito querido, José Ribeiro Torres face seu costumas bom humor e espírito elevado de solidariedade e jovialidade, angariava inúmeras amizades por onde andava. Aos 20 anos casou-se com Maria Inês da Cunha Barros Torres em 13 de Janeiro de 1964, ela filha de Raimundo de Sousa Barros e Rosa da Cunha Barros.

Do casamento com Maria Inês teve três filhos: Reinaldo Barros Torres, Adriana Maria Barros Torres e Rogério Barros Torres. Em 1975 o casal separou-se e em 1980 José Ribeiro Torres passou a residir em Ibirité, cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte, capital do Estado de Minas Gerais.

Em 1985 José Ribeiro Torres casa-se com Júlia Maria do Perpétuo Socorro Ferreira, com quem teve duas filhas: Danielle Ferreira Torres e Dayana Ferreira Torres.

Tornou-se cidadão honorário de Ibitité-MG via título de cidadania outorgado pela Câmara Municipal, projeto de lei do vereador Artuzinho.
Em Ibirité, cidade de 120 mil habitantes, distante 10 Km de Belo Horizonte, José Ribeiro Torres manteve por muitos anos o restaurante Piauí Taberna, sempre muito frequentado pela sociedade ibiritéense e das cidades da região e ainda piauienses que moravam em Minas Gerais, já que além da culinária piauiense e nordestina, jornais e revistas publicados no Piauí estavam sempre ao deleite dos visitantes, que à época sem a "febre" da Internet e da fácil comunicação dos dias atuais, iam também ao restaurante para saberem das notícias do Piauí lendo os jornais e revistas.
Desportista e com forte ligação a diretoria do Atlético-MG, cujo presidente era seu compadre Flávio Simão Dalva, na década de 1990, José Ribeiro Torres foi convidado pela CBF - Confederação Brasileira de Futebol, a acompanhar a delegação da Seleção Brasileira em jogo contra Portugal, disputado em Lisboa.
Sempre que pode retorna a Barras-PI, sua cidade natal, para rever familiares e amigos, quando costuma ser recebido de forma muito distinta e carinhosa por seus conterrâneos.

Abaixo, fotos de José Ribeiro Torres com as netas Joana Amélia Barros Almeida Paz e Gabriela Barros Almeida Paz, filhas de Sandro Almeida Paz e Adriana Maria Barros Torres.




Reações:

Postar um comentário

 
Top