O prefeito de Barras, médico Carlos Alberto Lages Monte (PTB), determinou o cancelamento de todos os contratos assinados na gestão do ex-prefeito, Edilson Sérvulo (PSD). De acordo com o atual gestor, na primeira semana à frente da prefeitura, a atual gestão encontrou diversas irregularidades.
Carlos Monte (foto ao lado), descreveu como “desastre total” a atual situação da cidade. Ele denuncia fraude nos empréstimos consignados dos servidores municipais. Os descontos feitos nos contracheques não foram repassados aos bancos.
“Fui procurado pelo superintendente do Bradesco da cidade. Segundo ele, a gestão do ex-prefeito deixou um débito no valor de R$ 70 mil de empréstimos consignados. O dinheiro foi recolhido na folha dos funcionários, mas não foi pago ao banco. A informação é que isso deve existir também na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil. É um desastre total”, afirmou.
A prefeitura decidiu cancelar todos os contratos que foram assinados na gestão passada. “Fizemos um decreto cancelando todos os contratos para avaliar caso a caso. O objetivo é saber o que tem de legal e ilegal nesses contratos. A transição não foi tranquila. Tivemos muitas dificuldades, sonegaram informações, não tivemos acesso aos contratos, aos convênios e às licitações. Foi muito complicado. Isso nos prejudicou, mas temos trabalhado para nos inteirar do que aconteceu”, declarou.
Outra medida adotada pelo prefeito será a realização de uma auditoria para avaliar o patrimônio da prefeitura. Segundo ele, nos últimos quatro anos não foi realizado o tombamento do patrimônio.
“Com relação ao patrimônio a situação é crítica. Todas as máquinas do PAC que Barras recebeu estão paradas, não funcionam. Os carros da saúde não funcionam. Desastre total. Não recebemos relação do patrimônio porque nos últimos quatro anos não foi feito tombamento de nada. Vamos fazer auditoria e recadastramento dos servidores para saber qual o patrimônio da prefeitura”, disse. 
(*) Matéria originalmente publicada no Portal Política Dinâmica, de autoria de Lídia Brito.

Reações:

Postar um comentário

 
Top