O Cruzeiro não vai contratar nenhum lateral direito para 2017. Pelo menos não para os primeiros meses da temporada. A informação foi passada pelo presidente Gilvan de Pinho Tavares, que confia na recuperação de Mayke, que pouco jogou em 2016. No entanto, outro jogador revelado pelo Cruzeiro também ficou satisfeito com a decisão da diretoria celeste. Trata-se do jovem Kevin, de 19 anos, que pode ter a primeira chance como profissional. Kevin é natural de Teresina-PI e teve formação na Sociedade Esportiva Garra, clube da capital piauiense dirigido por Tercio Sousa e Marcelo Amorim. Atualmente Kevin passa festas de final de ano em sua cidade natal.
Na Toca da Raposa desde setembro de 2015, o lateral ainda não jogou profissionalmente pelo Cruzeiro. Chegou a ser relacionado por Deivid, para um jogo do Campeonato Mineiro de 2016, além de treinar algumas vezes com a equipe principal. No currículo, no qual há passagens por Mirassol-SP e Avaí, Kevin tem também uma convocação para a seleção brasileira sub-20.
"Foi uma sensação incrível. É um orgulho sempre e uma honra defender as cores do meu país e da Seleção Brasileira. Foi uma experiência que me ajudou muito em termos de maturidade, serviu de bagagem para o trabalho no Cruzeiro e também para o currículo, para a carreira. Espero que tenha sido a primeira de muitas. Vou trabalhar para isso", disse Kevin ao UOL Esporte.
Apontado como um dos destaques da última Copa São Paulo, que agora busca a primeira chance na equipe profissional do Cruzeiro.
"Estou trabalhando firme e forte para isso. Quem sabe no próximo ano eu possa ser integrado no grupo profissional e disputar a temporada 2017? Esse é o meu desejo e meu objetivo", disse o lateral que por muito tempo jogou no meio. A mudança de posição, no entanto, aconteceu ainda no estado natal, por orientação de um antigo treinador.
"O treinador da equipe em que eu treinava resolveu me testar na lateral. Ele dizia que eu tinha tudo o que um lateral precisava, uma boa velocidade, técnica e uma boa batida na bola, com precisão. Aí ele resolveu me testar. Eu também gostei, me senti bem. Foi assim que eu virei lateral", completou o jovem jogador, que tem dois consagrados laterais como ídolos. O brasileiro Daniel Alves e o alemão Philipp Lahm.
Mas o começo de 2017 para Kevin ainda vai ser na equipe sub-20 do Cruzeiro. A jovem promessa celeste vai ter de provar nos jogos que merece uma chance do técnico Mano Menezes. Caso tenha mesmo uma oportunidade no ano que vem, além de Mayke, Ezequiel é outro concorrente pela camisa 2 do Cruzeiro.

Reações:

Postar um comentário

 
Top