Presidente eleito do EUA é visto
como uma ameaça para mundo
Nunca me interessei com o fim do mundo. Numa época em que senti a necessidade de ler a Bíblia, tive um particular impulso de conhecer o texto sagrado chamado de Apocalipse, onde são narrados os sinais do desaparecimento do planeta terra. Percebi que já havia bastante sinais como as guerras entre nações. Agora, com à eleição de Trump a presidência dos Estados Unidos, podemos perceber que estamos perto. Como a história não se repete, não vai ser um Hitler qualquer, o ícone do nazismo, que está destinado a fazê-lo.
Os líderes democráticos do mundo, a mídia internacional e o instinto de sobrevivência do ser humano vão pressionar o bilionário a desistir de fazer suas loucuras, as quais são consequência, entre outras, do monte de dinheiro que ele acumulou na vida. Dinheiro e fama são duas coisas boas, mas podem enlouquecer qualquer um. Torna as pessoas arrogantes, donas do mundo e loucas, principalmente Trump que gosta de tomar porres de uísque.
Quando assumir a Casa Branca, ele receberá das mãos de Obama as chaves onde estão os segredos do arsenal atômico da maior potência do mundo, capaz de destruir a humanidade em pouco tempo. Ai eu fiquei com medo quando soube disso. Há, na verdade, grande possibilidade da espécie humana ser destruída. Você já pensou Trump com essas chaves na mão embriagado? Por isso, sugiro ao congresso dos Estados Unidos mudar as regras do presidente, deter as chaves dos armamentos nucleares.
Para mim, o congresso  de maioria republicana, deve debater com toda sociedade nacional, o que fazer para que Trump não tropece embriagado e detone o mundo inteiro. Pensei cá comigo, num desses momentos de elucubrações, deitado na cama, ao amanhecer do dia, que a melhor solução seria confiar as chaves da destruição da humanidade, ao Papa Francisco, um homem santo, equilibrado, humilde, sensato e lucido, cujo porre não passa de uma cerveja.
Assim, estaríamos livres do fim do mundo. Trump com as chaves, não há como não temer um dia sem outro depois. A personalidade de Trump mostra todas as características de um nazista destinado a re’alizar a mais temível missão de destruir a espécie humana.

(*) Samuel Filho, publicação original do Blog do Samuel Filho

Reações:

Postar um comentário

 
Top