Uma reportagem feita pelo jornalista Wesslley Sales, da TV Antena 10, afiliada a Rede Record no Piauí, mostrou um caso que chocou a população da cidade de Batalha, situada na Região da Grande Barras. Vídeos de adolescentes que se cortavam com uma gilete (lâmina de barbear), dentro de uma escola pública da cidade, viralizou nas redes sociais e preocupou várias famílias.
No vídeo é possível perceber que a mesma gilete é usada por mais de uma adolescente e uma delas espalha o sangue no braço com normalidade. A reportagem do Tribuna de Barras apurou que as mutilações e gravações de vídeos tinham como objetivo, chamar atenção para curtidas e compartilhamentos no Facebook.
"Ei doida, tu vai te matar, tá bom, exagerou, tu vai te matar, tá bom, tu é doida é?", questiona uma das garotas que estava presente na gravação.
A diretora da escola afirma que está ciente do caso de mutilação e que todas as medida foram adotadas no caso das adolescentes e que palestras preventivas serão realizadas.
O Ministério Público também entrou no caso para garantir apoio aos envolvidos e trabalhar a prevenção. O promotor Charles Almeida afirmou que os envolvidos foram chamados e que devido a gravidade do caso, emitiu um ofício requisitando informações completas sobre o atendimento aos adolescentes.

CONFIRA O VÍDEO:
Reações:

Postar um comentário

 
Top