A eleição para presidência da APPM - Associação Piauiense de Prefeitos Municipais, tende a polariza-se em apenas duas candidaturas ou até mesmo tendo apenas uma chapa concorrendo.

No início da tarde desta Quarta-feira (9) o prefeito Jonas Moura, de Água Branca, falou com exclusividade aos portais Tribuna de Barras e MPiauí, quando anunciou a retirada do seu nome para concorrer a presidência da associação dos prefeitos. Jonas Moura irá agora apoiar a candidatura a presidência do prefeito Gil Carlos, de São João do Piauí (PT) e ficará como seu candidato a vice-presidente.

Jonas Moura, prefeito de
Água Branca
Por outro lado, se estremeceram as relações entre a também candidata a presidente Patrícia Leal (prefeita de Altos) e Gil Carlos, ambos do PT - Partido dos Trabalhadores. Patrícia Leal fez críticas a Gil Carlos em uma emissora de televisão e disse não fazer acordo com ele e que ele falta com a verdade ao mencionar que existe conversa entre os dois no sentido de que ela abdique da sua candidatura para apoiá-lo.

Caso mantenha-se esse "desentendimento" entre os prefeitos ptistas Patrícia Leal e Gil Carlos, a briga pela presidência da APPM será disputada entre dois prefeitos do Partido dos Trabalhadores. Mas fontes ligadas ao Tribuna de Barras, informaram a nossa redação que o governador Wellington Dias, que é também do PT, já procura jogar uma ducha d'água fria em cima dos prefeitos Patrícia Leal e Gil Carlos. O governador diz não ter preferência entre os dois candidatos ptistas, mas sua esposa deputada federal Rejane Dias (PT) é natural de São João do Piauí, o que favorece e muito o apoio do governador ao prefeito Gil Carlos.


Jonas Moura e Gil Carlos

Reações:

Postar um comentário

 
Top