Devido a deficiência na segurança pública e a constante onda de assaltos, responsáveis por postos de combustíveis tomaram uma decisão "drástica" em Porto, cidade da Região da Grande Barras, distante 60 Km da Terra dos Governadores e 180 Km de Teresina.

Todos os dias, os dois postos de gasolina da cidade encerraram o atendimento à população mais cedo, às 18 horas.

É tanto assalto, que só em 2016, já somam mais de doze somente nos dois postos, com um prejuízo financeiro enorme aos proprietários. 

"Nos últimos quatro anos, a população de Porto tem se tornado refém dos criminosos que apavoram e "reinam" cometendo crimes na cidade. A população vive tão aterrorizada, que circular pela cidade a qualquer hora do dia não é mais seguro", relata o jornalista, professor e poeta Orlando Paiva.


Policiais são usados para blitz enquanto o povo fica refem dos bandidos

Enquanto os assaltos reinam em Teresina e em todo o interior do Piauí, policiais militares são destacados para fazerem blitz em Teresina diriamente, em vários locais da cidade, com único objetivo arrecadar dinheiro para os cofres do Governo do Estado. Não há preocupação do DETRAN/STRANS/Polícia Militar com a segurança da população na realização dessas blitz, mas tão somente arrecadar dinheiro, já que cerca de 30% dos veículos que circulam no Piauí estão com o IPVA atrasado devido as dificuldades financeiras que passa o povo em virtude dos desmandos do "finado" Governo do PT.

(*) Informações e fotos: Orlando Paiva



Reações:

Postar um comentário

 
Top