Os corpos das três vítimas fatais do acidente na PI-113, na zona urbana d Barras na tarde de ontem (19), foram liberados na manhã desta Terça-feira (20) no Instituto Médico legal - IML. Os sobreviventes foram transferidos do Hospital Leônidas Melo, em Barras, para Teresina, com lesões graves.


De acordo com o coordenador do Grupo de Resgate Voluntário de Barras, Francisco Sampaio, que ajudou no socorro às vítimas, as primeiras informações são de que o motorista do veículo teria sobrado em uma curva ao desviar-se de uma motocicleta, e estaria em alta velocidade. 
“Tinha seis pessoas no veiculo e provavelmente perdeu controle em uma curva e saiu de lado da pista, no primeiro tombo o motorista foi sacado do carro e ainda dois ou três tombo. Foi quando a criança também foi”, deveriam estar sem o cinto de segurança, explicou Sampaio. 
O motorista do veiculo, Gilvane Dias de Almeida, sua mãe, Domingas Dias Almeida e a filha, Maria Eduarda Almeida, de apenas sete anos, foram às três vítimas fatais que serão velados em Teresina, no Bairro Dirceu Arcoverde e depois sepultados em Esperantina, terra natal da família.   
O pai de Gilvane, identificado como Benedito Almeida não sofreu ferimentos, mas estava em estado de choque. A esposa do motorista, Irene Almeida e o filho mais velho de 17 anos, foram encaminhados do Hospital Leônidas Melo para Teresina com lesões graves, mas não correm risco de morrer.
A família seguia em um veículo Prisma, placas NIN-2070, de Teresina para Esperantina, no momento do acidente.

(*) Com informações de Caroline Oliveira, Cidade Verde

Reações:

Postar um comentário

 
Top