Nos últimos cinco anos os grande clubes brasileiros passaram a ficar de olho no futebol de base das agremiações nordestinas, mesmo que seja de uma pequena escolinha de futebol. Dos estados do Piauí e Maranhão, dezenas de adolescentes tem ingressado na base de grandes clubes e mantido-se.


Esta semana o atleta Wesley Pinto Batista, 12 anos, atacante, tornou-se jogador de base do São Paulo Futebol Clube, considerado o time profissional de melhor estrutura no País. Maranhense da cidade de Presidente Dutra, Wesley é mais um atleta nordestino que engrossa a grande fileira de muitos que tem saído da nossa região nos últimos anos, alguns até para clubes de outros países. Ele saiu de Presidente Dutra direto para o Aeroporto Petrônio Portella, em Teresina, onde pegou voo para a realização do seu maior sonho: jogar em um grande clube do futebol brasileiro.

Grandes clubes nacionais como Internacional-RS, Vasco-RJ, Cruzeiro-MG, Santa Cruz-PE, Flamengo-RJ, Grêmio-RS, Sport-PE, Bahia-BA, estão sempre fazendo peneiras especialmente nos estados do Piauí e Maranhão, captando jovens talentos para suas categorias de base. 

O Santa Cruz Futebol Clube, de Recife, está indo além das peneiras, tem levado seus times de base para disputarem torneios no Piauí e Maranhão e captando valores. Em julho o tricolor pernambucano disputou com as categorias Sub 14, Sub 15 e Sub 17, competições no Piauí e Maranhão. Já agora no dia 3 de Setembro o Santa Cruz volta ao Piauí com seu time Sub 17 para apresentação na cidade de Barras, jogo comemorativo ao aniversário de 175 do município. Esse tipo de intercâmbio que o Santa Cruz está fazendo é de salutar importância para o surgimento de craques para o futebol, dentro de um mês o time coral pernambucano levou para sua base 3 jogadores maranhenses (do Comercial, de São Luis) e dois piauienses (do Racing e do Fluminense-PI).



Reações:

Postar um comentário

 
Top