O delegado geral Riedel Batista confirmou que um adolescente de 17 anos, com tatuagem e usuário de drogas, foi apreendido na noite desta Terça-feira (9) suspeito de estuprar o bebê de um ano e três meses na cidade de Pedro II, norte do Piauí, já estremando com o Ceará. Após a prisão, a população revoltada invadiu a delegacia da cidade na tentativa de linchar o jovem. 
No último domingo, a criança foi encontrada em um matagal a 700 m de casa da avó onde morava. O bebê foi levado ainda dormindo.
“A investigação chegou até o menor que é vizinho da vítima. Ele foi apreendido e levado para um local seguro. Ele já assumiu a autoria do crime”, disse Riedel Batista.
Após ser apreendido, centenas de pessoas se aglomeraram em frente à delegacia para linchar o adolescente. A polícia foi acionada e o menor foi levado para o município de Piripiri. Durante o confronto, a população quebrou o muro da delegacia e arranchou as grades. 
Há informações de que na confusão os presos do distrito foram soltos para que não fossem feridos. Durante a apreensão o menor confessou o crime e disse que sofre de distúrbio mental e que faz tratamento. 
Três delegados acompanhavam a investigação Camila Miranda, que preside o inquérito, Jorge Terceiro, delegado Regional de Piripiri e o gerente de Polícia do Interior, Willian Moraes.
Circulam nas redes sociais um áudio da delegada que pede ajuda com reforço de policiais e até do Corpo do Bombeiro. Segundo ela, a delegacia estaria parte incendiada. 
A delegada Camila Miranda disse que estava impossibilidade de dar qualquer informação e que nesta quarta-feira daria detalhes da apreensão do menor.
Hoje, a maternidade Dona Evangelina Rosa divulgou boletim médico informando que o bebê se recupera bem, está fora de risco de morte e é acompanhado por equipe multidisciplinar. O bebê passou por cirurgia de reconstrução do órgão genital, devido à brutalidade da violência.  



Reações:

Postar um comentário

 
Top