A análise dos economistas do mercado financeiro prevê novo recuo da inflação, como já vinha acontecendo. Na semana passada, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que a inflação oficial do país voltou a perder força e atingiu 0,35% em junho, a menor taxa desde agosto de 2015. O dólar também deve cair frente ao real. As informações foram divulgadas pelo Banco Central, no Boletim Focus.
Para 2016:
Inflação pela IPCA: recuou de 7,27 para 7,26%.  No ano, o índice acumula avanço de 4,42%
PIB: contração de 3,30% (a anterior era de 3,35%).
Taxa de juros (Selic): 13,25% até o final do ano. Atualmente é de 14,25%
Câmbio: dólar caiu de R$ 3,46 para R$ 3,40.
Balança comercial: caiu de US$ 51 bilhões para US$ 50,4 bilhões de resultado positivo
Entrada de investimentos estrangeiros: caiu de US$ 64 bilhões para US$ 63,5 bilhões.
Para 2017:
Inflação pela IPCA: caiu de 5,43% para 5,40 
PIB: previsão de alta de 1%.
Taxa de juros (Selic): estável em 11%.
Câmbio: dólar caiu de R$ 3,70 para R$ 3,55.
Balança comercial: caiu de US$ 50 bilhões para US$ 49,9 bilhões.
Entrada de investimentos estrangeiros: avançou de US$ 60 bilhões para US$ 65 bilhões
Reações:

Postar um comentário

 
Top