No início do Campeonato Piauiense Sub 19 deste ano, muitos não esperavam que o praticamente desconhecido Cori-Sabbá pudesse vislumbrar chegar a final e ainda garantir classificação para a Copa São Paulo de Futebol Junior de 2017.

Sediada na cidade de Floriano a Associação Atlética Cori-Sabbá emprestou seu nome para a "Escolinha do Osmarildo", da cidade de Oeiras, a fim de disputar a competição de base promovida pela Federação de Futebol do Piauí - FFP. Osmarildo é ex-jogador profissional filho da cidade de Oeiras, que há alguns anos trabalha na revelação de jovens talentos do futebol, tendo vários atletas "lapidados" por ele e atualmente espalhados por diversos clubes brasileiros, especialmente agremiações dos estados de Pernambuco e Bahia.

Treinado pelo também ex-jogador profissional Marciano, o Cori-Sabbá não fez uma grande campanha, ao todo foram 1 vitória (1x0 contra o Piauí Esporte Clube), 1 derrota (1x0 para o Racing Futebol Clube) e um empate em 1x1 com o Esporte Clube Flamengo na semifinal, mas com vitória na cobrança de penalidades máximas, conforme mandava o regulamento. A Associação Atlética Cori-Sabbá fez 2 gols e sofreu também 2 gols, estando com saldo zerado.

A estatística estranha acima descrita para que um clube chegue a final de um campeonato, foi provocada por pura incompetência e falta de zelo da Federação de Futebol do Piauí ao realizar uma competição apenas para cumprir o calendário prometido, mas sem nenhuma preocupação em revelar valores para o futebol. Senão vejamos: no Estadual Sub 19 deste ano cada clube fez apenas 2 jogos na primeira fase, logo em seguida já veio a semifinal e a final! Nove clube disputaram o "torneio", divididos em 3 grupos com 3 agremiações em cada grupo. Um clube de cada grupo e mais um outro indicado pelo índice técnico chegariam a semifinal. O campeão e o vice-campeão fazem apenas 4 jogos em toda a competição!

Mas o Cori-Sabbá não tem nada a ver com a falta de zelo para com o futebol de base por parte da FFP e nem com o regulamento sem pé e sem cabeça. Foi pra campo e no primeiro jogo, embora com um futebol vibrante, jogadas rápidas e mandando em cerca de 70% do jogo, não conseguiu vencer o Racing Futebol Clube, perdendo por 1x0 e  vendo seus atacantes desperdiçarem carradas de gols. Todos diziam no estádio: "time bom esse Cori-Sabbá, precisa só de mais técnica e colocar a bola no chão, tocar a bola".

No segundo jogo os meninos de Oeiras iriam enfrentar o todo poderoso Piauí Esporte Clube, tradicional escola de futebol do meio-norte do Brasil. Para a maioria o Piauizão era favorito, mas parece que a comissão técnica e os jogadores do Cori-Sabbá ouviram os reclames das análises feitas pelos torcedores conforme citamos no parágrafo acima! A Águia Alvi-negra foi com tudo pra cima do Piauí, unindo afinada técnica a uma velocidade impressionante. Os jogadores do Piauí Esporte Clube tinham uma média de altura de 1m80cm, já os do Cori-Sabbá, baixinhos e franzinos, mas com uma habilidade impressionante, simplesmente não deixaram o Piauí jogar, vencendo por 1x0 e chegando a semifinal.

No jogo da semifinal, realizado Sábado passado, dia 25 de Junho, o Cori-Sabbá não era mais visto como um time "desconhecido"... mas como um time a ser temido. O adversário desta vez foi o Flamengo-PI que vinha de duas goleadas: 4x0 contra o Ferroviário e 3x0 contra o Parnahyba. Escola tradicional, há décadas reveladora de talentos para o futebol... mas quem disse que os "os meninos do Osmarildo" baixaram a cabeça? Logo aos 6 minutos do primeiro tempo, Dedé fez 1x0 para o Cori-Sabbá e o Mengão do Piauí só conseguiu o empate no final da primeira etapa, através do seu habilidoso atacante Kaio Ronan. No segundo tempo ninguém conseguiu balançar as redes do adversário, o empate em 1x1 levava o jogo para as temidas cobranças de penalidades. O Flamengo-PI perdeu 2 e o Cori-Sabbá 1, resultado que levou o time corisabano pela primeira vez a final de uma competição de base promovida pela FFP e ainda lhe garantiu vaga na Copa São Paulo de Futebol Junior de 2017.

E na próxima semana tem mais! O Cori-Sabbá decide o título com o River Atlético Clube e os garotos de Oeiras só pensam em levar a taça de campeão para a primeira capital do Piauí. Quem viver, verá, garantem os oeirenses.

(*) Fotos: Gil Galvão e Tribuna de Barras





Léo Souza










Abaixo, fotos do jantar dos jogadores após chegarem a final do Campeonato Piauiense Sub 19 de 2016




Reações:

Postar um comentário

 
Top