Uma comissão de vereadores da oposição de Barras visitou nesta terça-feira (31) a delegacia do Grupo Especializado de Combate ao Crime Organizado (GRECO) para saber do andamento da denúncia apresentada pelo grupo há alguns meses atrás a respeito da grande quantidade de obras paradas no município de Barras.
De início a série de denúncias de obras paradas em Barras foi analisada pelo Ministério Público Estadual (MPE), que julgou procedente e encaminhou os documentos para a delegacia. Grande parte da coleção de obras paradas na gestão de Edilson Sérvulo (PSD) diz respeito a reformas e construção de postos de saúde, creches, obras de pavimentação e outras em convênio com o governo, como o matadouro público.
Os vereadores Matheus Lages (PTB), Gorete Lages (PTB), Sula Cunha (PSD), Irlândio Sales (PSDB) e Cynara Lages (PP), que formam a Comissão de Fiscalização de Obras do município de Barras, foram convocados pela delegada responsável, Rejane Borges de Carvalho, para ratificar as denúncias e, caso tivesse, acrescentar algo a mais no processo.
Segundo o vereador Mateus Lages, em entrevista por telefone a nossa equipe, a delegada foi solícita ao andamento das investigações e afirmou para os vereadores ter em mãos muitos fundamentos quem provam as denúncias.
“Não tenho dúvidas de que agora as investigações vão andar a passos largos e teremos um resultado positivo”, afirma o vereador.
A denúncia foi apresentada pela comissão ainda no ano de 2015 e mostram além no atraso na entrega de obras, indícios de irregularidades como repasse de verbas e a mesma empresa que abandonava uma obra ganhando outra licitação. Agora cabe esperar o trabalho da polícia em ver em que pontos a gestão Edilson Sérvulo (PSD) será penalizada.
“A delegada ainda nos deixou a vontade para, caso tenhamos, apresentemos novas provas para compor e assim ajudar ainda mais nas investigações”, afirma Mateus Lages.


Edílson Sérvulo, prefeito de Barras

(*) 45graus
Reações:

Postar um comentário

 
Top