River, Campeão Piauiense Sub 19 de 2015, semifinalista de 2016.

Uma rodada dupla realizada no Estádio Albertão, em Teresina, envolvendo as equipes do River x Tiradentes e Piauí x Cori-Sabbá, deu prosseguimento ao Campeonato Piauiense Sub 19 de 2016.

No primeiro jogo, entraram em campo o River Atlético Clube e a Sociedade Esportiva Tiradentes. O River venceu por 1x0, gol marcado no segundo tempo de jogo. O Tigrão da PM melhorou muito em relação ao último jogo,  e o gol marcado pelo River só aconteceu aos 17 minutos do segundo tempo, após uma falha coletiva da defesa do Tiradentes. O Galo fez uma partida abaixo da média, sem muito brilho.

Já no segundo embate, o aguerrido e técnico time do Cori-Sabbá venceu o Piauí por 2x1, num jogo em que a supremacia da Associação Atlética Cori-Sabbá era notória desde os primeiros minutos da etapa inicial. O Piauí, com um fraco ataque desde o primeiro jogo, não conseguia fazer muito, já o Cori-Sabbá com jogadores muito velozes e tocando bem a bola envolveu totalmente o Piauizão, especialmente no segundo tempo. O Piauí Esporte Clube ainda teve dois jogadores expulsos na metade do segundo tempo.

Na cidade de Parnaíba, aconteceu o clássico local entre Parnahyba e Ferroviário. O resultado final foi 2x2, eliminando as duas equipes da competição.

Com os resultados dos jogos de hoje, Flamengo-PI x Cori-Sabbá  e River x Timon, fazem a semifinal da competição. O campeão e o vice-campeão ganharão vagas na Copa São Paulo de Futebol Junior de 2017.

Fato inusitado praticado pela arbitragem:

No jogo Piauí Esporte Clube 1x2 Associação Atlética Cori-Sabbá, o árbitro Edimar da Silva Leite (foto ao lado),  deu cartão vermelho para o zagueiro Pedro Felipe, do Piauí, após assinalar falta dentro da área do Piauizão. Para a surpresa de todos o apitador não marcou o pênalti a favor do Cori-Sabbá! Lambança total e gargalhadas do público presente no Estádio Albertão. Aliás, foi de muita lambança a atuação do árbitro Edimar da Silva Leite,  prejudicando aos dois times. Edimar da Silva Leite teve como auxiliares: Márcio Iglesias de Araújo Silva e Izaura de Sousa e Silva. Uma das coisas que a FFP deve rever para as próximas edições das suas competições de base é a ação dos árbitros, sempre muito questionadas.

Competição relâmpago e com regulamento forçado pela FFP:

A Federação de Futebol do Piauí jamais deve voltar a fazer uma competição como o atual Campeonato Piauiense Sub 19: os clubes fazem 2 jogos na fase inicial, depois já vem a semifinal e a final! Prejuízo total para quem se atreve a disputar a competição, a não ser que seja campeão ou vice e conquiste vagas para a Copa São Paulo, maior objetivo da competição. E os custos cobrados pela FFP? Cada clube paga a Federação de Futebol do Piauí R$ 2.500,00 pela inscrição, R$ 40,00 pela inscrição de cada atleta (cada clube pode inscrever 32), R$ 15,00 pela liberação do alvará de cada atleta (uma carteirinha a ser apresentada ao delegado da partida antes do início de cada jogo). Agremiações como River Atlético Clube, Esporte Clube Flamengo e Piauí Esporte Clube, como tem folha de pagamento e ainda transferência de jogadores de outros estados (R$ 700,00 por cada jogador), alojamento com alimentação, dentre outras despesas, terminam gastando algo em torno de R$ 10.000,00 para atuarem numa competição onde quem for campeão fará apenas 4 jogos.

Clubes como Parnahyba, Ferroviário e Cori-Sabbá, que são de cidades do interior do Estado, pagam ainda o transporte para deslocamento até Teresina, onde são realizados todos os jogos, além de hospedagem, almoço e janta na Capital para todos os jogadores e comissão técnica.

Reações:

Postar um comentário

 
Top