Atletas do Barras Futebol Club no Campeonato Piauiense Sub 18 de 2011, quando a base do Leão do Marathaoan se instalou na cidade de Água Branca - PI devido falta de apoio na cidade de Barras.


No auge do sucesso do Barras Futebol Club nos idos anos de 2006,2007, 2008, o então desconhecido barrense Edílson Sérvulo de Sousa, dono de uma  loja de veículos numa cidade satélite de Brasília, era um dos entusiastas com o então famoso Bafo. 

Quando o Barras disputou a Copa do Brasil contra o Corinthians-SP e devido o Estádio Albertão estar sem condições de jogo a partida de mando de campo do time barrense foi transferida pela CBF para o Estádio Serra Dourdada, em Goiânia-GO. Edíson Sérvulo morava no Distrito Federal e com seus familiares foi um dos responsáveis por levar com custos próprios caravanas de amigos e piauienses residentes no DF para Goiânia a fim de verem o Leão do Marathaoan jogar. O tempo passou e numa artimanha política arquitetada por Joaquim Lucas Furtado, Manim Rego, José Ribamar Cabelouro, Manoel Almeida Neto, Elias Cavalcante do Nascimento e demais lideranças barrenses, Edílson Sérvulo se tornou prefeito de Barras.

Já estamos no quarto e último ano da administração Sérvulo e somente em um ano o Barras Futebol Club disputou o Campeonato Piauiense e no ano seguinte por não enviar oficio a FFP pedindo licenciamento, a mentora do futebol piauiense encarou a atitude dos cartolas barrenses como abandono da competição da primeira divisão e rebaixou automaticamente o Bafo para a segunda divisão. Da glória ao fundo do poço, devido a falta de apoio da Prefeitura, que desde a fundação do clube em 15 de Novembro de 2004 é seu principal patrocinador.

Há pouco mais de um mês o Tribuna de Barras anunciou euforicamente que o competente desportista Arturo Carvalho Marques teria assumido a presidência do clube, mesmo sem haver eleição, mas apenas numa manobra para que o prefeito Edílson Sérvulo através da Prefeitura de Barras, pudesse ajudar para que se colocasse o time no campeonato Piauiense Sub 19 desde ano, que dá direito ao campeão e vice-campeão vagas na Copa São Paulo de Futebol Junior de 2017. A pretensão do prefeito notadamente era mais de cunho político do que desportivo, afinal 2016 é ano de eleição e ele é candidato a reeleição, tendo enorme rejeição junto ao público jovem. Sabendo que os débitos do Barras Futebol Club junto a Federação de Futebol do Piauí superam a quantia de R$ 15 mil, Edílson Sérvulo fugiu da responsabilidade e nem mais recebe em seu gabinete Arturo Carvalho Marques e as demais pessoas indicadas para "tomarem de conta" do Barras no Piauiense Sub 19 e numa possível participação na 2ª Divisão deste ano.

A FFP já determinou para o mês de Junho o início do Estadual Sub 19 e o Barras mais uma vez ficará de fora, afinal gastar R$ 500 mil com carnaval vale mais que gastar R$ 15 mil num trabalho que envolve adolescentes e os tira do mundo de risco que muitos estão convivendo por falta de ações sociais e desportivas. 

Página do Barras na Internet: barrasfutebolclub.futblog.com.br
Reações:

Postar um comentário

 
Top