Estádio Albertão, em Teresina
Problemas na estrutura do Estádio Albertão, em Teresina, preocupam a Federação de Futebol do Piauí. Desde as escadas utilizadas pelos atletas,  também infiltrações pelos banheiros e vestiários e vários outros. Em reportagem da TV Cidade Verde, foram encontrados no estádio, pontos com água parada o que pode favorecer a proliferação do mosquito Aedes aegypti que transmite doenças como a dengue e chikungunya. Mas esses não são os únicos problemas enfrentados pelo Albertão que dificultam a realização de partidas.
"Precisando de um placar, os jogos, pelo Ministério Público e também uma melhor adequação dos vestiários.", afirmou Cesarino Oliveira, presidente da FFP.
Neste ano o Albertão já recebeu jogos da Copa do Nordeste e Copa do Brasil e em Teresina, o Albertão é o único estádio que recebe jogos do campeonato piauiense. A previsão é que no próximo domingo essa situação mude já que o estádio Lindolfo Monteiro pode voltar a funcionar.
"Pode ser que melhore a situação para que nós possamos colocar jogos menores com até cinco mil torcedores e tudo", completou.
O presidente da Fundespi, Vicente Sobrinho, foi procurado mas não quis se pronunciar sobre os problemas enfrentados neste momento pelo estádio, porém, já é possível perceber algumas melhoras por aqui. O gramado por exemplo, já deixou de ser motivo de reclamações e sempre passa por reparos por uma empresa contratada pela Fundespi.
Por meio de nota a Fundespi afirmou que uma licitação está em andamento para a aquisição de equipamentos para o estádio como placar, catracas eletrônicas, sonorização e um sistema de câmeras de segurança, a previsão é que tudo seja concluído antes do início das séries C e D do campeonato brasileiro.
(*) Reportagem de Christhian Sousa, Cidade Verde
Reações:

Postar um comentário

 
Top