Cabeceiras do Piauí situa-se na chamada Região da Grande Barras, distante 26 Km da cidade de Barras e 90 Km de Teresina. Com uma população de cerca de 10 mil habitantes o município foi desmembrado de Barras há pouco mais de 30 anos.
O prefeito José Joaquim, que é médico, tomou uma decisão no mínimo inusitada e que além de estar chamando atenção, provoca críticas tanto advindas dos próprios cabeceirenses como dos piauienses em geral que conhecem o fato. Ele comprou uma camionete Nissan Frontier e colocou como "Ambulância Rural". O prefeito questiona as dificuldades para transporte de doentes da zona rural para o hospital da cidade ou para o de Barras ou os de Teresina, devido a precariedade das estradas rurais, especialmente neste período de chuvas.
A atitude do chefe do executivo de Cabeceiras do Piauí não só submete os doentes a situações de risco devido a falta de estrutura adequada para transporte de doentes em uma camionete, mas também agride regras já que é proibido transportar pacientes em veículos desse tipo.
Outras cidades fazem o mesmo
Outras cidades piauienses, inclusive Barras, fazem o mesmo. Os prefeitos encontram um "jeitinho" para ajudar eleitores ou cabos eleitorais, fretando seus veículos para deixarem doentes em hospitais de Teresina, no lugar de comprarem ambulâncias ou fazerem consertos nas que estão quebradas.  Cabeceiras do Piauí fez diferente apenas porque escancarou o nome "Ambulância Rural" na camionete, oficializando de fato e de direito o serviço.
(*) Foto: Juarez Santos
Reações:

Postar um comentário

 
Top