A taxa de iluminação pública em Barras é alta e foi motivo de polêmica quando, em 2013, o prefeito de Barras, Edilson Sérvolo, aumentou em 100%. Os vereadores da oposição espernearam, mas como o prefeito tinha maioria na Câmara Municipal, o vereadores ficaram contra o povo e apoiram o projeto de aumento, que terminou sendo aprovado. Mesmo com esse aumento absurdo as ruas de Barras estão escuras, o que aumenta a insegurança da população que teme assaltos. A iluminação pública é de responsabilidade da Prefeitura e não da Eletrobras.
A foto que ilustramos esta matéria mostra a escuridão, mas não são da periferia ou zona rural. Estas fotos são do centro da cidade, Rua Taumaturgo de Azevedo, em frente a Câmara de Vereadores.
À época, a proposta de aumento de 100%  foi aprovada por 7 votos a favor e 6 contrários. Votaram contra os vereadores Emília Costa, Antonio Leite, Cynara Lages, Mateus Aguiar, Margarida Almeida e Jovelina Furtado. Dos seis, atualmente, apenas Cynara Lages e Mateus Aguiar estão na bancada da oposição. Agora é o momento dos que votaram a favor do aumento ocuparem a tribuna da Câmara para pedir ruas iluminadas.

(*) Com informações e foto do Longah.com
Reações:

Postar um comentário

 
Top