Antônio Orlando da Silva
O réu Antônio Orlando da Silva que era apontado como o mandante da morte do ex-prefeito de Altos, César Leal, em 1996, foi inocentado. O julgamento começou na manhã desta terça-feira (29) e só terminou durante a noite. O promotor Ubiraci Rocha disse que o júri identificou a autoria do crime, mas mesmo assim, decidiu absolver o réu.
Para o  Ministério Público- que já recorreu da decisão junto ao Tribunal de Justiça do Piauí- Antônio Orlando, que à época do homicídio era vice prefeito da cidade, teria pago R$ 50 mil pelo homicídio. Para executar o crime, ele teria contatado dois homens (Abimar Paixão de Sousa e Afrânio Paixão de Sousa), que acionaram Francisco Alves Barbosa, o "Chico Pacajás", que contratou Raimundo Nonato, o "Gordinho", responsável pelos disparos.
Em outubro de 2015, a audiência de julgamento foi adiada porque o advogado do réu desistiu do caso, o que foi considerado pelo Ministério Público, como manobra do acusado para adiar a decisão. César Leal era pai da atual prefeita de Altos, Patrícia Leal.
 
O réu também é acusado de matar um policial militar no mesmo ano, no bairro Marquês, zona Norte de Teresina. Para este segundo crime ainda não há data para o julgamento.
 (*) Graciane Sousa, Cidade Verde
Reações:

Postar um comentário

 
Top