Teresina é uma das cidades mais competitivas do mundo, segundo informação  do Banco Mundial que, no início de dezembro, publicou um ranking das cidades que conseguiram um crescimento do PIB e uma geração de empregos superiores à média geral de seus países. Além da capital piauiense, Campo Grande, Recife e Curitiba se destacaram na região da América Latina e Caribe.
Foram avaliadas 750 cidades em 160 países com base em indicares do período de 2006 a 2012 a partir da capacidade para adicionar valor, gerar postos de trabalho, aumentar a produtividade e a renda dos moradores. Questões de infraestrutura, ambiente legal e regulatório e dimensionamento do potencial de comercialização de bens e serviços entraram na conta.
O estudo do Bird destaca o crescimento do turismo em Teresina. A capital piauiense atrai turistas em diversos segmentos, como negócios, saúde e eventos. Teresina recebeu dois prêmios do Ministério do Turismo e do Sebrae Nacional como o destino que mais cresceu em competitividade em 2014.
Outro ponto levado em conta no estudo é a geração de emprego. No acumulado de janeiro a novembro de 2015, foram criados mais de 5 mil postos de trabalho, gerando emprego e renda para população. Os números colocam a cidade como a primeira capital no Nordeste e a terceira no Brasil na geração de emprego.
Para o prefeito de Teresina, Firmino Filho, o resultado é fruto de investimentos realizados nos diversos setores, que trazem benefícios para os teresinenses. “É sempre uma alegria ter a nossa cidade sendo reconhecida pelo seu potencial. Apesar de todas as adversidades, estamos trabalhando para gerar resultados concretos que melhorem a qualidade de vida da nossa população”, comemora o gestor.



Vista parcial da bela e moderna capital do Piauí, com destaque para o Riverside Shopping
(*) O Dia
Reações:

Postar um comentário

 
Top