Sites pagos pela prefeitura de Barras, divulgaram imagem da terraplanagem da Avenida Beira Rio, com a informação de que estaria ali sendo iniciada a construção da Orla do Rio Marathaoan, anunciada há 12 anos e com vários projetos já apresentados por arquitetos contratados. A arquiteta do atual projeto, Katheleen Wanderley, em entrevista ao longah.com disse que:

 “O projeto que estão divulgando não é o que será executado, pois o que será executado fui eu que fiz e garanto que não é este. Sobre a data de início da obra não compete a mim, mas posso lhe ajudar falando que a Cixa Econômica tem que fiscalizar. Eles só fazem o repasse mediante o avanço das obras. Então façam o mesmo: FISCALIZEM”.

Já o barrense Joselito Rocha, que é técnico em segurança do trabalho do Instituo Ambiental do Paraná alertou para o detalhe mais importante: o ambiental. “Será se foi feito um estudo de impacto ambiental para proteger a foz do Rio Marataoan? Estou de longe acompanhando tudo, mas me preocupa que ações como essa possam ter consequências trágicas e irremediáveis para o nosso Marathaoan".

Disse ainda Joselito Rocha: "Essa obra bate de frente com todas as legislações ambientais existentes no Brasil ! Melhor se colocassem árvores ao invés de um mobiliário urbano que impermeabiliza o solo e seus usuários poluindo o rio e o solo. Existe um limite de construção as margens dos rios que obedece um distanciamento proporcional a largura do rio. Essa obra não melhora em nada a preservação do rio Marathaoan, ao contrário, degrada ainda mais".

A discussão sobre a construção da orla, o impacto ambiental e a preservação do Rio Marathaoan, enfim, está ganhando espaço entre os barrenses mais cultos, preparados e preocupados de fato com o futuro do rio e das próximas gerações da Terra dos Poetas. A transferência para a Avenida Beira Rio do local do desfile do carnaval de Barras em 2016 é outra questão que não está agradando aos barrenses que se preocupam a preservação ambiental, pois o Marathaoan mais uma vez sofrerá grandes e graves agressões. Não existe laudo da Secretaria Municipal do Meio Ambiente aprovando a realização do carnaval na margem do Rio Marathaoan.

Katheleen Wanderley, nome respeitado da arquitetura piauiense, responsável pela execução do projeto da Orla do Rio Marathaoan
Joselito Rocha, técnico em segurança do trabalho do Instituo Ambiental do Paraná.
Reações:

Postar um comentário

  1. Técnico em segurança do trabalho?? Não seria mais coerente a opinião de técnico ambiental??

    ResponderExcluir
  2. vergonhaaaaaa vergonhaaaa vergonhaaaaa
    Essa administração capoteira está capotando.
    CARLOS MONTE vai vai fazer a ave cachaceira voltar pra Brasília, de onde nunca deveria ter saído.

    ResponderExcluir
  3. Eu lembro que foi feita uma pergunta em um potal de nossa cidade sobre uma posivel obra para barras e ganhou a revitalização da orla do rio marataoan e o prefeito esta atendendo o desejo da maioria dos barrenses.Quem está criticando são aqueles que não simpatizam com a atual administração e não querem a qualquer custo que nada em barras der certo no governo do CAPOTE,são aqueles do enquanto pior melhor,FORÇA BARRAS QUERIDA DO MEU CORAÇÃO!!! O CAPOTE ta é por cima de novo

    ResponderExcluir
  4. Luiz Renato Aguiar, Luzilândia-PI7 de janeiro de 2016 08:42

    ESSE PROJETO COM CERTEZA DEIXARIA O LUGAR MAIS BONITO E SERIA UMA ÓTIMA OPÇÃO PARA O POVO DA CIDADE SE DIVERTIR, PASSEAR, ALÉM DE SER ATRATIVO PARA QUEM VISITAR BARRAS. MAS O IMPACTO AMBIENTAL QUE ELE CAUSA AO RIO DEVE SER DE FATO CAUTELOSAMENTE ESTUDADO, POIS OS ESGOTOS DOS BANHEIROS, RESTAURANTES, ETC., DEVEM SER TODOS DIRECIONADOS AO RIO OU A FOÇAS SÉPTICAS CONSTRUÍDAS NO SUBSOLO MARGEANDO O RIO. EM MUITAS SITUAÇÕES O PROGRESSO NOS TRÁS PREJUÍZOS INCALCULÁVEIS A MÉDIO E LONGO PRAZO, ACREDITO QUE NESSE CASO AS FUTURAS GERAÇÕES IRÃO SER PENALIZADAS. MAS É UMA BOA DISCUSSÃO ESSA QUE VOCES DE BARRAS ESTÃO TENDO, ESPERO QUE O RIO MAIS UMA VEZ NÃO SEJA O GRANDE SOFREDOR COM AS AÇÕES DO HOMEM.

    ResponderExcluir

 
Top