O velório de uma idosa de 69 anos foi interrompido nesta Segunda-feira (28), na cidade de Cocal, norte do Piauí, após a polícia receber várias denúncias que podem modificar a causa da morte da mulher, identificada por Francisca da Silva. A causa da morte foi apontada como natural, mas há suspeita de maus tratos à idosa.
De acordo com o policial civil Walter Brune, que está comandando as investigações, familiares registraram um Boletim de Ocorrência denunciado maus-tratos à idosa pela própria filha. “Recebemos denúncias pelo whatsapp e ontem um dos familiares registraram na polícia um boletim de ocorrência. Então resolvemos levar o corpo de volta para o IML para que fossem feitos exames que comprovassem ou não a morte por lesão”, disse o policial.
A filha da idosa foi encaminhada à delegacia da cidade, prestou depoimento e confessou o crime. “Ela confessou que batia na mãe porque ela reclamava muito de dor e chorava, aí ela perdia a paciência e, segundo ela, dava uns tapinhas”, relatou Walter Brune.
O neto de Francisca, filho da acusada, informou ainda que a mãe teria dado uma cadeirada na avó no Sábado (26). Segundo o policial, alguns vizinhos denunciaram que a idosa foi agredida na madrugada do Domingo (27), no dia da morte. O atestado de óbito de Francisca, feito no dia, apontou morte por causas naturais.
Após as denúncias, o corpo de Francisca veio para Teresina para passar por exames mais específicos. O tribunadebarras.com  apurou que ainda não há previsão para conclusão do laudo que apontará a verdadeira causa da morte. A polícia continua investigando o caso e vai colher mais depoimentos de familiares e vizinhos.
A filha da idosa vai ser autuada por maus-tratos e, se confirmada a morte da mãe por espancamento, ela pode ser indiciada por lesão corporal seguida de morte.
Em Parnaíba, um caso parecido foi registrado na delegacia da cidade. Um neto simulou a morte do avô para poder sair impune do crime.  O jovem Manoel Bruno da Conceição, de 19 anos, matou o próprio avô, Manoel Ferreira dos Santos, de 86 anos, com golpes de enxada após tentar asfixiá-lo com uma corda. O aposentado chegou a ser enterrado com laudo de morte natural.


(*) Texto:  Nayara Felizardo. Foto: Blog do Coveiro.
Reações:

Postar um comentário

 
Top