Abaixo, foto do prefeito Edílson Sérvulo, candidato a reeleição, com o apoio da Igreja Católica, ao lado da esposa e dos filhos, em seu carro particular, à frente da procissão que inicia os festejos da Virgem e Imaculada Conceição, levando o andor com a imagem de Nossa Senhora!


Há uma insatisfação explícita por parte dos barrenses de todas as gerações com relação a administração do prefeito Edílson Sérvulo, apelidado por muitos de "Edílson Capote".

Cidadão de bem, de bom trato, empresário bem sucedido na área do comércio de veículos novos e usados (lojas) em Brasília, Edílson Sérvulo chegou a Barras para ser candidato a prefeito apoiado pelas maiores lideranças políticas do município, tanto as da situação como as da oposição, conseguindo no mundo político local "unir água e óleo".

Com os políticos barrenses muito desacreditados o povo tinha duas opções para votar: Edílson Sérvulo e o médico Carlos Monte. Um nome desconhecido e apenas apresentado pelos caciques da política da Terra dos Governadores. Outro, médico com relevantes serviços prestados a sociedade, vereador atuante em várias legislaturas. Sérvulo ganhou com pouco mais de 2.500 votos de maioria.

Promessas de palaques começaram a não ser cumpridas pelo prefeito eleito, obras estruturantes cada vez mais carentes na cidade e zona rural, boatos sobre envolvimento em corrupção, perseguição a funcionários públicos municipais, hospital municipal sucateado e sem condições mínimas de atendimento, ruas e avenidas esburacadas, esporte e cultura abandonados. Tudo isso e muito mais causou o estopim para que a administração de Capote caísse no descredito. Até sua boa assessoria de comunicação procura "tira leite de pedra" tentando passar uma boa imagem, mas não consegue. 



Edílson Sérvulo se lança candidato a reeleição para as eleições municipais de 2016. Suas estratégicas de marketing inicialmente são as mais "burras", muito infantis até, como na abertura dos festejos da Padroeira de Barras, Nossa Senhora da Conceição, com o consentimento do padre da Igreja Matriz, desfilar à frente da procissão com a esposa e filhos em um carro posante com o andor com a imagem de Nossa Senhora em cima do seu carro, numa clara manifestação de apoio da igreja ao marketing de reeleição do prefeito.

Mas os barrenses mostram-se cada vez mais politizados e as redes sociais ajudam muito para que isso aconteça. No Facebook há inúmeros compartilhamentos de um banner denominado "Fora Capote", mostrando assim que especialmente entre os eleitores mais jovens a rejeição de Edílson Sérvulo bate record's!

Reações:

Postar um comentário

 
Top