De mão estendida, Edílson Sérvulo, prefeito de Barras, faz juramento no
dia da sua posse aos olhares do vereador Islânio Sales e do padre Antônio Pereira.


Alegando ser obrigado a diminuir gastos para pagar dívidas da Prefeitura o prefeito Edílson Sérvulo demitiu comissionados da Prefeitura de Barras.

O estranho nessa lista é o nome do editor do Tribuna de Barras, que não é comissionado da Prefeitura de Barras. O nome de Reinaldo Barros Torres nessa lista seria segundo o editor do Tribuna de Barras, para procurar ridicularizar e desprestigiar sua imagem perante a opinião pública. Que Edílson Sérvulo se chateou porque na convênção do partido do pré-candidato a prefeito André Carvalho, Barros Torres disse em discurso que "Barras precisava apostar nos candidatos novos, que quem já foi prefeito já deu sua contribuição ao Município". Por causa dessa declaração do editor do Tribuna de Barras, Edílson Sérvulo telefonou no dia seguinte para Reinaldo Barros Torres em tom ríspido e irônico, disse que ele "fique com sua mercadoria, que André Carvalho era uma mercadoria muito boa para venda!". A partir daí os dois não mais se comunicaram.

Reinaldo Barros Torres está entrando nesta Quarta-feira (21) com uma representação na Justiça contra a Prefeitura de Barras, solicitando indenização por danos morais.

O editor do Tribuna de Barras informou ainda a imprensa que: "no mês de Agosto lhe foi pago pela Prefeitura de Barras, de forma antecipada,  a quantia de R$ 700,00  (Setecentos Reais) para que divulgasse no Tribuna de Barras matérias de interesse da Prefeitura durante as festividades do aniversário da cidade, que ocorreram de 20 a 24 de Setembro. Que os R$ 700,00 foram depositados em espécie na sua conta do Banco do Brasil e que ele não assinou nenhum documento para o recebimento dessa quantia depositada em sua conta bancária. Disse ainda Reinaldo Barros Torres que enviou por escaneamento para o e-mail de Aldo Pachêco, Secretário da PMB, sua cédula de identidade e CPF a pedido da Secretaria de Finanças, para que pudesse ser feito o empenho para o devido pagamento. Que o Tribuna de Barras não tem relação comercial contínua com a Prefeitura de Barras e que nem ele, Reinaldo Barros Torres é funcionário comissionado da Prefeitura. Que essa foi a única relação comercial entre o Tribuna de Barras e a PMB".

Veja abaixo a lista:

Aline Aragão da Costa
Lira Carlos Daví de Sousa Ferreira
Fabricio Araujo de Morais
Maria da Conceição Resende Feitosa
Mauro Denis Alves Pereira (Marcelino Rego)
Edilson Gomes de Sousa Neto
Luis Gonzaga dos Santos e Silva
Francisco de Paula Silva Neto
Taynara Cruz Borges
Ademir de Oliveira
Antonio Francisco Cardoso
Maria dos Remédios Lages Ramos
Luciano Monteiro da Silva (Crís)
Marcos Luciano Pacheco Cerejo
Rômulo de Castro Araujo
Elisabete Eugênia da Costa Maria da Silva Ferreira
Valdirene Costa Sousa (Delegado Laércio)
Maria do Socorro Teixeira de Lima
Antonio Luis de Carvalho Neto Josiel da Silva Ferreira
Josycelia Duarte Morais Nataniely da Silva Moreira (Ciro Pereira)
Deusdedite Alves de Sousa
Francisco José Ferreira de Sousa
Maiza Elândia Torres Cunha
Francisco Ferreira dos Santos
Francisco José da Silva Brito
Otacilia Alfredo da Silva
Adonias Ferreira Chaves
Reinaldo Barros Torres
Fabrício Carvalho Pereira
Francisca Maria P. Mendes
Hilton da Silva Oliveira
Josias Alves Medeiros
Jociel da Conceição Alves
Saturnino Florêncio de Sousa
Marco Antonio Lina
Maria do Socorro Silva
Celina Sousa Carrias
Denes de Oliveira Machado
Flávio Adriano de Sousa ]
Marcos Vinicius Castro S. Sousa
Otacílio Gomes de Carvalho
Taís Boiba Pinto
Vicente de Paula Fernandes
Silvan da Cruz Santos
Afonso Teixeira Marques Valdivino 
Reações:

Postar um comentário

 
Top