O ministro da Educação Aloizio Mercadante visitou nesta Quinta-feira (15), a ampliação e reforma da quadra esportiva da escola de Ensino Médio Augustinho Brandão, em Cocal dos Alves (286 km de Teresina) cujo alunos já ganharam 172 medalhas de ouro, prata e bronze nos 12 anos.
Nas olimpíadas de 2014, os alunos conquistaram 93 medalhas, um recorde e o maior número já conquistado no Brasil nas Olimpíadas Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), sendo que 9 de ouro, 17 prata e 67 de prata.
A diretora da escola Augustinho Brandão, Aurilene Vieira de Brito, afirmou que todos os professores tem o compromisso com a Educação e que todos trabalham no sentindo de mudar a realidade social da comunidade.
“Por conta dos nossos resultados que tem as mesmas condições das outras e que conseguiu destaque nacional. Todas as competições que nós participamos, nós conseguimos bons resultados, pois trabalhamos muito e nosso diferencial é a vontade de fazer o diferencial com a educação. A gente trabalha no sentindo de mudar a realidade social da nossa comunidade”, declarou.
O professor Antonio Amaral, afirmou que a escola possui a melhor média do país nas Olimpíadas de Matemática, mas lembrou que a escola também possui um grande histórico de medalhas em outras competições e lembrou que todos os alunos da escola conseguem boas aprovações no vestibular, inclusive em cursos de Medicina, Direito, Engenharia e Matemática.
“A causa da vinda do ministro é o dia dos Professores, que quis vir pessoalmente abraçar os professores da nossa escola por todas as nossas conquistas com os alunos. Essa não é uma visita política, mas um reconhecimento da qualidade de ensino do Piauí”, declarou.
A estudante Franciele Cardoso de Brito, de 18 anos, ganhou o titulo de jovem senador após ter sido selecionada para participar do projeto em Brasilia e representar o Piauí. Ela falou que essa foi uma excelente oportunidade para tentar mudar a realidade da comunidade em que vive.
“Esse é um projeto do Senado Federal onde um aluno de casa estado é selecionada para criar um projeto de lei em apresentar em Brasília. Essa foi uma grande experiência e um chamamento dos jovens para o mundo da política. Eu estou muito feliz por poder representar meu Estado. Na escola, eu me sinto na minha segunda casa, pois aqui nós já saímos preparados para vida já que temos a oportunidade de ter ensinamentos de valores morais”, destacou.
A aluna do 9º ano, Eduarda Vieira Cardoso, que já ganhou três medalhas, sendo uma de ouro, uma de prata e uma de bronze em matemática afirmou que sempre foi muito dedicada e com um único objetivo.
“Não foi em vão que eu batalhei, meu objetivo era orgulhar meus professores e mostrar para eles que aquilo que eles ensinaram eu levei para minha vida, meus pais sempre acreditaram em mim, juntamente com Amaral. Desde muito tempo ele mostra para gente que aquilo é o nosso futuro, como não temos muitas oportunidades aqui ele aproveita elas para que com elas a gente tenha um ganho na vida, que use como grande oportunidade para a frente”, afirmou.
Sobre a sua rotina de estudos, a adolescente de 13 anos afirmou. “A gente estudava normalmente o dia todo em tempo integral e estudava depois da escola. Ou seja, era de 07h às 16h30 as aulas normais e de 16h30 até 19h eram aulas para olimpíadas. Eles faziam prova para saber se a gente estava realmente estudando, eles brigavam na hora que era preciso, e também elogiavam quando a gente se esforçava muito. Eu consegui muitos acertos nas provas que fiz isso vai para eles porque me ajudaram e me deram chances, eu fico muito agradecida”, disse ela.
Entre os seus méritos, a jovem destaca que ficou entre as melhores em língua portuguesa e passou na primeira fase nas Olimpíadas de Física. “Estou apenas aguardando a segunda fase”, afirmou.
O ministro da educação Aloizio Mercadante afirmou em entrevista que o ensino de Cocal dos Alves é referência nacional para todos os estudantes. “Nós temos no Brasil 210 mil escolas, são mais ou menos 50 milhões de estudantes e mais de 2 milhões de professores, mas a minha escolha foi aqui porque em Cocal dos Alves nós temos uma escola pública e uma população de menos de 6 mil habitantes que se destacou nas Olimpíadas de Matemática, são 150 medalhas, isso me chamou atenção. Como é que uma cidade tão pequena, uma região carente tinha um resultado tão espetacular, mostra que é um projeto educacional muito sólido. Aqui a gente consegue mostrar que a educação exige estrutura, professores motivados, estudantes com visão de futuro. Vamos ter agora o Enem, são mais ou menos 100 milhões de participantes, isso é um caminho de oportunidades, estudantes podem entrar em uma universidade federal, receber bolsa do Prouni, Fies. Nós temos um grande exemplo, o Piauí avançou muito com o governo Wellington Dias, e sem dúvidas Cocal dos Alves é uma referência nacional na matemática”, declarou.


Image title
De acordo com ele, a construção do laboratório na escola é do governo federal. “A responsabilidade pelo laboratório é nossa, os computadores e equipamentos já estão no local. É muito importante ter o acesso a banda larga, temos uma proposta para tentar aumentar a oferta pelo menos 400 mega para permitir que esses jovens tenham acesso a internet”, disse.
Sobre as prioridades do governo para 2016, o ministro destacou. “A nossa primeira grande prioridade para 2016 é a pré-escola, vai ser obrigatório que todas as crianças devam ir para pré-escola. Temos 700 mil crianças no Brasil fora da pré-escola, vamos construir nas creches a responsabilidade para colocar, isso é importante porque prepara a alfabetização, 30% das crianças não consegue escrever, nós não podemos permitir que nenhum criança fique para trás, a base da educação é a língua. A nossa outra prioridade é formar os professores, vamos dar 86 mil bolsas para os estudantes de pedagogia para melhorar a aprendizagem, nós estamos mudando o currículo de todo o Brasil, vai ter um currículo da base única , isso vai orientar a formação dos professores e é o direito de todos os estudantes”, destacou.
“De fato a fotografia da educação no Brasil não é boa, mas o filme é muito bom. O Brasil foi o país que mais melhorou em matemática no mundo. Nós vimos de um patamar muito tardio, mas temos que agir cada vez mais rápido para poder conquistar aquilo que é fundamental para o país”, finalizou.
O governador Wellington Dias, declarou que pretende melhorar a estrutura físicas das escolas públicas estaduais aliado uma boa qualidade de educação e profissionais qualificados. Ele anunciou também a implantação de um núcleo da Universidade Aberta do Brasil no município de Cocal dos Alves.
“Quando o ministro escolheu visitar o Piauí nesse Dia dos Professores, para mim foi um grande reconhecimento e referência do trabalho desenvolvido pelos professores, alunos e a comunidade integrados com a rede de educação do Piauí. O ministro queria entender como uma escola como essa se destaca nos bons resultados das avaliações escolar, assim como nas olimpíadas em que participam. O Piauí atinge uma nota de qualidade acima da média nacional e nós queremos aprender com quem faz bem. Nós estamos autorizando a sede da Universidade Aberta do Brasil que vai ter um núcleo de ensino superior e pós-graduação aqui em Cocal dos Alves. Nós estamos acertando o plano de educação até 2018 para estruturar as unidades escolares do Piauí. Nós queremos qualidade vinculada com uma boa estrutura física”, afirmou.


Image title



(*) Reportagem de Efrém Ribeiro, Meio Norte
Reações:
 
Top