No Povoado Malhada do Meio, zona rural de Esperantina, cidade situada da 50 quilômetros de Barras e a 160 quilômetros de Teresina, um idoso de 89 anos vive em condição sub humana e na companhia de apenas dois cachorros.

O piauiense não tem parentes próximos e os mais distantes são desconhecidos dele mesmo. Não encherga bem, fala com dificuldade e tem problemas de audição. 

O esperantinense Marco Antônio, desportista no município, divulgou o fato em sua rede social Facebook e postou as fotos agora publicadas no Tribuna de Barras.

A editoria do Tribuna de Barras ver que a Prefeitura de Esperantina tem obrigação de dentro dos seus projetos sociais, enviar profissionais de assistência social e da área da medicina para verem a situação do idoso que não teve seu nome revelado pelo desportista que postou as fotos no Facebook. O Estatuto do Idoso precisa ser cumprido e as autoridades do Ministério Público em Esperantina precisam fazer valer a Lei.






Reações:

Postar um comentário

 
Top