Através do Ofício nº 224/2015 – GAB, datado do dia 10/06/2015, endereçado ao Governador do Estado, José Wellington Barroso de Araújo Dias (PT), o prefeito de Barras, Edilson Sérvulo, solicitou ajuda financeira no valor de R$ 110.000,00 (cento e dez mil  Reais), para auxiliar a realização da Semana Cultural  em Barras, evento que não tem nada de "cultural", realizado apenas com bandas de música contratadas a peso de ouro e colocadas em praça pública.


O documento é endossado de punho pelo Deputado Estadual Georgiano Neto.
No dia 17/06, por meio do Ofício Nº 3637. O Secretário de Governo Merlong Solano Nogueira, despacha a solicitação para a Presidente da Fundação Cultural do Piauí – FUNDAC, Jocemia Feitosa de Sousa Dantas, que em 18/06, recebe a mesma.
Em 24/06, a Presidente da FUNDAC, por meio do Ofício Nº 009, comunica que recebeu a comunicação do Secretário de Governo, constando autorização do Governador para a liberação de R$ 50.000,00 (cinqüenta mil reais), afirmando ainda que: “CONTUDO EM BUSCA JUNTO AO SISTEMA DE GESTÃO DE CONVÊNIOS (SISCON) DO GOVERNO DO ESTADO NÃO LOCALIZAMOS PROJETO CADASTRADO E APTO AO RECEBIMENTO DO ALUDIDO RECURSO.”
No mesmo ofício é solicitado ao Prefeito Edilson Sérvulo: “a inserção do Projeto junto ao SISCON.”
O Governo do Piauí em meio a crise financeira porque passa a educação, saúde e segurança pública, com colégios sem estruturas básicas, hospitais sem médicos além de remédios e outras condições para atendimento, delegacias e presídios sem condições de trabalho e sem policiais em quantidade necessária, doa dinheiro para Prefeitura de Barras investir em farra pública.
Reações:
 
Top