Localizado na zona rural, a 42 km a noroeste da sede do município de Barras, na região Norte do Piauí, o Sítio Tamboril que já vêm sendo estudado por algumas Instituições de Ensino, neste sábado (10/10/2015), recebeu alunos do Curso de Geografia, do Campus Rio Marataoan – UESPI/Barras – PI, a fim de, aprimorar seus estudos sobre as rochas do tipo arenito, a ação antrópica, fauna, flora, impacto ambiental, o bioma e o clima da área, além de aprofundar seus estudos sobre as pinturas rupestres e suas formas presentes no Sítio Tamboril.
Os discentes dos Blocos 06 e 08 do curso de geografia estiveram sob a orientação dos professores Kennedy José e Assis Filho, ambos da UESPI/Barras, além do guia Milton Aragão, que é professor da rede pública municipal e estudante de geografia do PARFOR/UESPI.
A pesquisa foi marcada também pela ação de conscientização dos visitantes, onde os alunos fixaram placas alusivas à preservação e conservação das pinturas rupestres.
“Essa nossa região norte é de fundamental importância para a realização de estudos em várias áreas, bem como todo o Piauí, no entanto, a mesma possui uma Geo-História, bastante rica e uma grande diversidade, desde os fatores hídricos, os econômicos (…), agora é importante que tenhamos consciência e possamos preservar essas nossas riquezas, é com esse intuito, que estamos fazendo está pesquisa, tendo como base alguns estudos que foram realizados por outras instituições e posteriormente realizarmos um trabalho de divulgação com o objetivo de preservarmos essas riquezas que temos em toda essa região dos cocais, temos que explorar o que temos, unindo teoria e prática”. Ressaltam os docentes.
Os alunos capturaram imagens audiovisuais, registros fotográficos, colheram informações com alguns moradores da região, no intuito de produzirem materiais para ajudar na divulgação e conservação do Sítio Tamboril, além de, agradecerem a Secretaria Municipal de Educação de Barras, através do professor Sildênio Carvalho, coordenador municipal de Geografia, do responsável pelo setor de transporte da SEMED, diretora do Campus Rio Marataoan, Professora Maria José Calaça, que não mediram esforços para que os alunos e professores pudessem chegar ao local de estudo.

(*) Kennedy José, especial para o Tribuna de Barras




Reações:
 
Top