O estudante Elvis Lira (foto abaixo), de um curso técnico promovido pelo Serviço Nacional da Aprendizagem Industrial  SENAI, em Barras, utilizou a rede social Facebook para denunciar que está sofrendo agressões verbais preconceituosas por parte de uma professora da instituição. O Tribuna de Barras tomou conhecimento que a professora é protestante e que usa a sala de aula para fazer pregações contra pessoas que tem relacionamento com outa do mesmo sexo.

Segundo o estudante Elvis Lira a professora o chama de pecador e o ridiculariza dizendo que ele vai prestar contas com Deus, numa clara manifestação homofóbica e de desrespeito e humilhação ao estudante que como todo ser humano é uma obra de Deus, já que não é filho do diabo! Se ele é homossexual foi Deus quem o fez assim, pois ser homossexual não não é uma opção mas uma condição sexual, ou seja: o ser humano já nasce assim e não se torna por uma questão de opção.

O SENAI precisa investigar esse caso e punir com o rigor da lei a professora. O caso está sendo denunciado ao Ministério Público.

Leia abaixo, na íntegra, o desabafo do estudante.

“Venho por meio desta publicação desabafar o desgosto de viver nesse país com tanta gente perversa, estou assistindo um curso na Instituição de ensino Senai Barras em Barras Piaui e no mesmo venho recebendo ataques de homofobia por uma Professora que prega o evangelho em sala de aula na qual a própria me ridiculariza em frente todos os alunos , falando que irei prestar contas com Deus que eu sou um pecador como a traição fala que minhas pernas são moles o tempo todo! Fala que daqui pro final do curso eu viro homem , sera que ela não tem vida nem marido nem família? Para me atacar tanto sem motivos infelizmente a justiça não funciona e na instituição já é de se esperar estão do lado dela . Mas eu acredito na lei do retorno! A vida é uma dança das cadeiras um dia sentado outro em pé !!!!!!!!!!!!!!”


elvis


Reações:
 
Top