A Associação Atlética de Altos se viu envolta por uma polêmica pouco mais de um mês após a conquista do vice-campeonato piauiense sub-19. O clube da Cidade da Manga confirmou nesta Quarta-feira (23) que recorreu a CBF para garantir sua participação na Copa São Paulo de Futebol Júnior 2016. Os rumores de uma possível exclusão da equipe piauiense se deve ao fato de o clube não possuir mais de dois anos de filiação à Federação de Futebol do Piauí, uma das exigências da competição paulista. Terceiro colocado geral no estadual de base, o Comercial Atlético Clube, de Campo Maior,  formalizou a denúncia na FFP na segunda e garantiu que deve acionar também CBF para solucionar o caso.
- Essa vaga é nossa e não do Altos. Há uma resolução da Federação Paulista de Futebol, e ela é bem clara com relação a este tempo de filiação. Entraremos com uma ação de garantia para reparar isso. Não era para chegar a este ponto. Mandamos ofício alertando sobre isso. Sem tem pré-requisito, ele tem que ser respeitado – destacou o presidente do Bode, Arnaldo Pericó.
Criada em 2015, a Associação Atlética de Altos tem sede na cidade de mesmo nome, localizada a 40 km de Teresina. A alternativa encontrada pela diretoria do Lagarto foi entrar na competição via convite da FPF.
- Nós disputamos o Piauiense sub-19 sabendo disso, mas entendemos que isso pode ser contornado. Estamos tranquilos de que essa segunda vaga do Piauí na Copinha é do Altos – declarou o presidente Warton Lacerda.
Por meio de nota, a FFP reiterou que o Altos está confirmado na disputa da Copa São Paulo por ter sido vice-campeão estadual. O River é o outro clube piauiense no torneio. De acordo com a assessoria de imprensa da entidade, “a FFP solicitou uma consulta à Federação Paulista de Futebol sobre a situação da equipe do Altos e, até o momento, ainda não obteve uma resposta da organização do torneio.”
O Altos não podendo ir a Copa São Paulo a vaga seria do terceiro colocado, o Comercial. Caso o time de Campo Maior não encontre condições de ir a vaga passaria para o quarto colocado que foi o Krac Esporte Clube, mas o Krac também não tem filiação profissional, daí a vaga ficaria com o Piauí Esporte Clube, quinto colocado.
(*) Renan Morais, globoesporte.com/piaui




Reações:
 
Top