O policial civil Florisvaldo Cunha de Castro, residente no Bairro Boa Vista, em Barras, mas trabalhando na delegacia de Esperantina-PI, suicidou-se na manhã desta Quinta-feira (20) na Praça Leônidas Melo, centro da Princesa do Longá.
De acordo com as primeiras informações o policial desceu do ônibus que o conduzia de Barras a Esperantina, foi até a praça, sacou a arma da cintura e deu um tiro na própria cabeça.
Segundo o investigador da polícia civil de nome Fernando, que é irmão do policial que cometeu o suicídio, ele estava com problemas de saúde e pediu ajuda para o Estado para o tratamento, sendo que a Secretaria de Estado da Segurança Pública, negou.
Esperantina é uma das cidades da Região da Grande Barras e fica distante 50 quilômetros da Terra dos Governadores.












(*) Fotos: João de Jesus, especial para o Tribuna de Barras
Reações:
 
Top