Lojas de Teresina estão em clima de librou geral para as folhas de maconha. Ou melhor, para as estampas de folhas de maconha em camisas e bermudas. A apologia ao uso e tráfico de drogas entre donos de lojas de confecção chama atenção na capital piauiense, que fica próxima ao maior polo de produção de maconha do Estado, a Região do Médio Parnaíba Piauiense.
Nas lojas do centro e na periferia de Teresina as lojas expõem camisas, bermudas e bonés estampados com as folha de maconha, sem nenhuma repressão por parte da polícia. As camisetas são brancas, azuis, amarelas, pretas e sempre adquiridas por muitos clientes.
Alguns donos de box's no Shopping da Cidade avisam: "a pedido, estão sendo também produzidas camisas com estampas de pessoas cheirando cocaína, afinal tudo é droga e se estão querendo liberar a maconha tem que liberar também a cocaína e todas as demais drogas. Por que só a maconha?", indaga o dono de uma loja a reportagem do tribunadebarras.com
Na Vila Santa Bárbara, na zona Leste de Teresina, no conjunto Morada Nova e no bairro Lourival Parente, zona sul, as camisas com estampa de maconha são vendidas por R$ 20,00 a R$ 30,00. É bem verdade também, que a "moda" só acontece nos bairros da periferia da cidade e em meio pessoas mais pobres e de baixo nível cultural e social, além de pouco nível de instrução.
No Shopping da Cidade, as mesmas camisetas de malha com as estampas de maconha estão sendo vendidas de R$ 25,00 a R$ 30,00.
“Temos o menor preço. As camisas são vendidas de forma rápida”, diz o comerciante Thiago Rebelo, que importa as confecções que vem das indústrias de Pernambuco e tem uma loja na Vila Santa Bárbara. Cada camisa é R$ 20,00.
Em algumas camisetas, as estampas de maconha vem acompanhadas do slogan “Sente a Brisa”. O comerciante Anselmo Dias, que trabalha no Shopping da Cidade, afirma que vende as camisetas com estampa de maconha a R$ 30,00 e festeja a chegada das camisetas com estampa de pessoas cheirando cocaína.
Nos bairros da periferia de Teresina os jovens usam as camisas em seu cotidiano, inclusive quando vão para a escola. No Mercado do Dirceu I, na zona Sudeste de Teresina, as lojas vendem também bermudas com desenhos de maconha e os estabelecimentos só vivem lotados. Nossa reportagem tomou conhecimento de que nas escolas os diretores não estão barrando a entrada de alunos com as referidas camisas, mas em um shopping da capital piauiense um adolescente foi convidado pelos seguranças a se retirar do recinto.
Image title
Reações:
 
Top