Adão José de Sousa, presidiário acusado de estar junto com os menores de idade que estupraram as meninas de Castelo do Piauí, cidade onde quatro garotas foram violentadas por ele e mais quatro menores, também passou por maus momentos na penitenciária de Altos/PI, onde está preso. Ele foi agredido por outros detentos no final da tarde de quinta-feira (16/07).
Teria havido uma discussão envolvendo Adão e outros detentos e ele levou a pior. Foi espancado e teve que ser levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) onde foi medicado e retornou para a reclusão.
Adão já prestou depoimentos na polícia e para a Justiça e aguarda os trâmites legais. De acordo com o promotor do caso, Adão pode ser sentenciado em até 151 anos de reclusão, isso somando-se todos os crimes a que lhe é embutido.
Reações:
 
Top