Image title
Image title

Ao empatar com o Flamengo no tempo normal e na prorrogação, o River conquistou a Taça Cidade de Teresina (2° turno do Estadual) e, como já havia ganho o primeiro turno, sagrou-se bicampeão piauiense de forma arrastão. O placar final de 1 a 1 confirmou o que já fora dito no início do ano, quando o River foi considerado o único favorito ao título.

No tempo normal, o Flamengo abriu a contagem ainda no primeiro tempo, através de Paulo Ricardo. Com a cabeça, ele desviou para as redes uma bola levantada para a área em cobrança de falta pelo meia Mimi. Depois do gol, porém, o River foi crescendo de produção e Eduardo marcaria o tento do empate aos 32 minutos.
Na comemoração, ele levantou a camisa até o pescoço e foi advertido com o cartão amarelo, como determina a FIFA. Como já havia sido advertido no início do jogo, foi corretamente expulso pelo árbitro. Mas assim mesmo, com um homem a menos, o Flamengo não soube tirar proveito e o River andou até mais perto da vitória, colocando três bolas nas traves de Fábio.

Com o tempo normal empatado por um gol, foi necessária a disputa de uma prorrogação de 30 minutos, onde o River, por ter melhor índice técnico, jogava pelo empate. O resultado permaneceu e o Galo, que já havia conquistado o primeiro turno, sagrou-se campeão arrastão. Ou melhor, bicampeão, garantindo vaga no Campeonato Brasileiro (Série D) 2015, na Copa do Nordeste 2016 e na Copa do Brasil 2016.

Com o resultado, o River ficou com os troféus Alfredo Ferreira Neto (campeão da Taça Cidade de Teresina) e Wellington Dias (campeão piauiense). Ao Flamengo, restou o vice-campeonato, que lhe garante também a presença na próxima edição da Copa do Nordeste. 

Image title
Image title
Image title

FICHA TÉCNICA
RIVER 1x1 FLAMENGO (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Jogo final); Data: 31/05/2015 (domingo à tarde); Local: Estádio Albertão (em Teresina); Arbitragem: Antônio José Lopes Trindade de Sousa, auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Thyago Costa Leitão.
Renda: R$ 62.640,00 com 4.669 pagantes (698 não pagantes).

Público total: 5.367 torcedores.
Gols: Paulo Ricardo (cabeça) 11 e Eduardo 32 do 1° tempo.
Cartões amarelos: Eduardo, Naylson, Paulo Paraíba, Índio, Rogério, Raphael Freitas (RIV), Flavinho, Roberto Jacaré, Moré, Zuza, Leylon e Mimi (FLA).
Expulsão: Eduardo, aos 33 do 1°, por levantar a camisa na comemoração do gol (segunda advertência).
River - Naylson; Paulo Paraíba, Índio e Rafael Araújo; Tote, Amarildo, Rogério, Esquerdinha (Thiago Marabá) e Rafinha; Eduardo e Fabinho (Raphael Freitas). Técnico: Flávio José Araújo.
Flamengo - Fábio; Zuza (Leylon), Regineldo, Paulo Ricardo e Xavier; Gleidson, Mimi e Flavinho; Roberto Jacaré (Naylan), Moré (Sadrak) e Augusto. Técnico: Jorge Pinheiro e Silva.

(*) Texto Severino Filho (Site do Buim). Fotos: Victor Gabriel
Reações:
 
Top