A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Boa Esperança foi invadida e teve três imagens quebradas na manha desta Quinta-feira (11) em Esperantina, cidade da Região da Grande Barras, localizada a 174 km de Teresina. O Padre Evandro Alves da Silva, conta que as imagens foram encontradas quebradas por volta das 8h10 após um período de menos de meia hora em que o local ficou aberto sem ninguém.


"Hoje abri a igreja por volta das 7h30 para as visitas normais e todos os dias uma pessoa me ajuda a resolver as coisas na sacristia. Hoje essa pessoa teve que sair para uma prova e 8h10 quando chegou a simagens estavam quebradas", explicou  pároco.
O Coronel Luiz Gonzaga Albuquerque, comandante da 4ª companhia de Polícia Militar de Esperantina, afirma que o suspeito pelo ato de vandalismo já foi identificado e que a Polícia já está a sua procura. " Trata-se de um drogado que entrou na igreja e quebrou as imagens. Ele já tem várias passagens aqui no distrito e estamos procurando neste momento por ele, que mora aqui mesmo na cidade", afirmou o comandante.
O padre lamenta a invasão e acrescenta que uma das imagens é emprestada para a igreja para exposição pelas festividades do Sagrado Coração de Jesus, comemoradas em todas as igrejas católicas pelo mundo. "Uma imagem é de Nossa Senhora de Aparecida, a outra de São Judas Tadeu e  a outra do Sagrado Coração de Jesus, que não pertence a igreja e é de uma senhora que emprestou para que ela ficasse aqui exposta no mês de junho", completou o pároco.
Evandro Alves, explica ainda que o valor material das imagens quebradas é pequeno, mas há imagens na igreja de valor histórico e artístico elevado. Para ele, o ato representa um grande impacto sentimental para a comunidade católica. "Eu vejo muito pela situação que estamos vivendo no mundo. A cada dia que passa se diminui essa espiritualidade e as instituições tradicionais como a igreja católica. O secularismo mesmo que aos poucos vai sugando o respeito as coisas sagradas e até a própria fé em Deus. Tudo hoje é relativo e o fenômeno que diminui a fé, a moral, os bons costumes e a família tradicional", afirmou o padre.


(*) Rayldo Pereira, Cidade Verde
Reações:
 
Top