Barras recebeu na gestão passada (prefeito Francisco Marques), uma  ambulância preparada para realizar atendimento  intensivo de urgência, uma UTI móvel.
A julgar pelo tempo, já deveria estar legalizada e em funcionamento. Ou seja, o município de Barras teve de 2012 a 2015 para se adequar e não se adequou à determinação de operação, capacitação e enquadramento de funcionários. Agora, a Prefeitura de Barras, através da Secretaria de Saúde, tem oito dias a contar da última Terça-feira, 15 de junho, para legalizar a situação. Caso isso não aconteça, Barras deixará de contar com os serviço do SAMU avançado para atender a população em casos de risco vida. A informação é do portal longah.com
Segundo a coordenadora estadual do SAMU, Cristiane Leal, a ambulância da UTI móvel avançada que se encontra em Barras, será remanejada para Teresina. Cristiane Leal ressalta que o município teve 3 anos para se adequar e não o fez. “Até o momento o prefeito não habilitou o a UTI móvel e o município junto ao Ministério da Saúde e como a ambulância não está sendo usada será removida do município”, explica a coordenadora.
A secretária de saúde Lucinete Nunes, disse ainda que: “Esta unidade móvel avançada nunca funcionou de fato. Recebi ontem via fax o documento. Já estou buscando dar uma resposta à coordenação estadual. É que para esta unidade funcionar, é preciso a contratação de profissionais treinados na área. O município está fazendo um levantamento para poder adequar a base móvel avançada e o município junto ao ministério da Saúde”, finaliza a secretária.
CHICO MARQUES DISSE QUE DEIXOU A AMBULÂNCIA PRONTA PARA FUNCIONAR
O ex-prefeito Chico Marques disse ao longah.com que enviou para capacitação em Fortaleza/CE, sete médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e motoristas. “Investi R$ 50 mil só em compra de medicamentos para a UTI Móvel. Equipei com ar-condicionado, tevê, geladeira. A ambulância ficou montada com todos os equipamentos deixada por minha administração. Até fardamento deixei. Nesta ambulância tinha aparelho para fazer exames cardíacos que dava o resultado em 15 minutos”, disse o ex-prefeito.
No final da gestão do ex-prefeito Chico Marques, ele faria a inauguração do serviço, mas a inauguração foi adiada para o início da gestão do prefeito Edilson Sérvulo.
Reações:
 
Top